quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Marina se posiciona: Brasil não pode ser entregue a quem a gente não conhece



Em visita ao Sul do País, a candidata Marina Silva, do PV, fez críticas em relação ao desconhecimento geral sobre a biografia da candidata do PT, Dilma Rousseff. Em café da manhã com lideranças do PV paranaense, Marina pediu ao povo brasileiro que “pense duas vezes” antes de fazer suas escolhas.
“Que o povo brasileiro pense duas vezes antes de entregar o futuro do Brasil para quem não conhecemos direito”, disse ela.
Marina fez uma comparação entre algumas figuras da política nacional para questionar a experiência de Dilma.”Nós conhecemos o presidente Lula, a gente conhecia o Fernando Henrique Cardoso, a gente conhece o Serra – eu discordo dele, mas conheço. O povo pode até discordar de mim, mas me conhece. Eu estou aí há 16 anos na política nacional”, afirmou Marina.
E em seguida concluiu: “Mas, com todo respeito à ministra Dilma, nós não conhecemos ela nesse lugar de eleita. Conhecemos como ministra de Minas e Energia, da Casa Civil e até respeitamos o trabalho dela, mas daí a ser presidente da República?”.
Ainda na mesma linha, a candidata do PV ironizou, sem citar nomes, a indicação que Lula vem fazendo em favor de Dilma. “Quem aqui que se casa só por que chega alguém e diz: ‘casa com esse moço, é uma maravilha de moço’? Não, a gente quer conhecer a pessoa primeiro, não é isso?” (fonte: Estadão)

7 comentários:

Etevaldo Lima disse...

A vitória de Serra começará por Imperatriz.
Agora é SERRA.

Anônimo disse...

O apoio já vem tarde; mas se for feito no programa eleitoral, ainda pode ter algum efeito positivo...

macmansur disse...

Deixa o link da notícia original, assim terá mais credibilidade da informação.

Anônimo disse...

É Serra meu povo, a Dilma não dá.
Vamos votar em Serra para presidente do Brasil, pois ele tem história e experiência política. Hoje, é o melhor para o Brasil.

Victor disse...

Só faltou falar q esta declaração foi feita em agosto...

Anônimo disse...

rsrsrsrsrs

Blog do Josué Moura disse...

É verdade, a declaração foi dada em Agosto (já coloquei o link lá para quem quiser ver na fonte), o que não a invalida, pois apesar de estar "neutra", Marina não desfez seu pensamento em relação ao que disse sobre a Dilma.