quarta-feira, 7 de maio de 2014

QUE VERGONHA, LOBINHO! TSE MANDA SUSPENDER DIVULGAÇÃO DE MAIS UMA PESQUISA FRAUDULENTA DO GRUPO SARNEY

Ministro confirma falta de requisitos legais na pesquisa realizada pelo instituto Data Mérita e divulgada pela mídia aliada ao grupo Sarney. Divulgação pode acarretar multa.


O Tribunal Superior Eleitoral confirmou irregularidades na pesquisa Data Mérita divulgada recentemente por meios de comunicação ligados à família Sarney. O PCdoB contestou na Justiça irregularidades no instituto, como erros grosseiros no questionário, além de fraudes em pesquisas já registradas em outras eleições pelo mesmo instituto.

O ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto concedeu liminar ao pedido feito pelo PCdoB, que apontou diversos indícios de fraude na pesquisa amplamente divulgada pela mídia ligada ao grupo Sarney. A decisão liminar considera irregular a divulgação da pesquisa, que pode ocasionar multa que varia entre R$ 50 mil e 100 mil.

No documento expedido na tarde desta terça (06), o ministro afirmou ainda que a pesquisa não possui as formalidades necessárias, estando “à míngua do preenchimento das formalidades legal e administrativamente referidas, o que, em tese, pode atentar contra o interesse público, consubstanciado na higidez e na lisura jurídica dos dados colhidos na pesquisa, e sujeitar os infratores às gravíssimas sanções pecuniárias acima reveladas.”

A pesquisa em questão possui erros grosseiros, como a grafia errada de candidatos, como Dilma Russef (em vez de Dilma Rousseff) e Aércio Neves (em vez de Aécio Neves). Entre outros fatos, a pesquisa não foi devidamente registrada no TSE, mesmo sendo relacionada também à disputa federal.
Esta é a segunda vez em 2014 que a Justiça Eleitoral se posicionou contrariamente à divulgalção de pesquisas com indícios de fraude veiculadas pelo grupo Sarney. A primeira delas aconteceu na semana passada, em que o próprio TSE considerou irregular pesquisa divulga em sites relacionaos ao  Sistema Mirante de Comunicação – que deve se apresentar à Justiça para justificar a infringência da lei eleitoral.

O pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) lamentou a recorrência de irregularidades em pesquisas eleitorais encomendadas pela família Sarney. “Lamento que a pré-campanha do grupo Sarney seja marcada por tantos abusos e ilegalidades. Espero que eles passem a cumprir as leis,” disse através das redes sociais.

Nenhum comentário: