segunda-feira, 30 de novembro de 2015

JORNALISTAS REPUDIAM ATO DE VIOLÊNCIA DE ADVOGADOS

Em nota, o Sindicato dos Jornalistas e Radialistas de Imperatriz (Sindijori) e a Associação de Imprensa da Região Tocantina (Airt) repudiaram a ação de advogados durante a apresentação de onze presos suspeitos de integrarem uma quadrilha interestadual de roubo de cargas, nessa sexta-feira (28), em Imperatriz.

Houve uma grande confusão onde advogados tentaram impedir que equipes de TVs filmassem a ação policial. Alguns advogados coloram a mão na frente das câmeras, empurraram e, até, chutaram cinegrafistas, além de muito bate-boca. Diante da confusão, os delegados não falaram com a imprensa sobre a operação realizada na Região Tocantina.

Além de repudiarem “o ato de violência patrocinado por alguns advogados”, o Sindijori e a Airt protestaram e avisaram que vão representar, formalmente, contra os advogados “autores de tão bestial selvageria”, diz a nota. As duas instituições também afirmaram que esperam que a Ordem do Advogados do Brasil reflita sobre o lamentável episódio e “adote providências para apurar e punir aqueles que praticaram excesso no exercício de seu mister”.

“O direito de imprensa e o direito de proteção do exercício regular da profissão de jornalista, bem como aqueles garantidores da integridade físicas das pessoas, não podem ser mitigados”, finaliza a nota, assinada pelo presidente do Sindijori, Josué Silva Aquino, e pelo presidente da Airt, Ozias Sousa Lima. ( do Imirante).

Veja a nota na íntegra:
(Foto: Reprodução)

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

DANOU-SE!!

Mídia do Sarney abre fogo contra a Polícia Federal


Inconformada com os furos que estão levando diarimente de parte da imprensa que teve acesso ao relatório da Polícia Federal, que investigou e constatou desvio bilionário na secretaria de Saúde do Estado, no período compreendido entre 2010 e 2013, a mídia sarneysista resolveu abrir fogo contra os delegados que apontaram o ex-secretário Ricardo Murad como chefe da organização criminosa que “meteu a mão” em R$ 1,2 bilhão destinado à saúde pública do Maranhão.

Chegam ao absurdo de cobrar explicações dos agentes federais sobre os procedimentos que levaram a instituição a investigar apenas as duas últimas gestão da ex-governadora Roseana Sarney, quando os próprios delegados encarregados da apuração dos fatos afirmaram em coletiva de imprensa que a PF passou se interessa pela secretaria de Saúde, após ser alertada pelo Banco Central sobre movimentação financeira estranha nas contas das empresas contratadas sem licitação por Ricardo Murad para tomar conta dos hospitais do Estado.

Acusam os delegados federais de aturem sob orientação política do governador Flávio Dino, mesmo sabendo trata-se de uma instituição séria que atua na defesa dos interesses do país, ajudando a retirar da vida pública políticos corruptos, tipo José Dirceu, Delcídio do Amaral, Ricardo Murad, entre tantos outros. Mas a mídia do Sarney, como sempre, tenta inverter os fatos na vã esperança de transformar bandido em mocinho, ainda que a população do Estado conheça bem o personagem em questão.

O que eles precisam admitir é que a disputa pela informação em primeira mão é legítima entre os veículos de comunicação, se alguns profissionais do ramo tiveram acessos aos documentos que apontam os responsáveis pelo roubo bilionário na SES é porque foram mais espertos, construíram fontes, o que é normal na atividade jornalística, vide o que tem feito a Rede Globo na operação Lava Jato, tornando público todos os depoimentos.

A bem da verdade, o esperneio da mídia sarneysista tem como única finalidade tentar desacreditar a investigação que descobriu o maior escândalo de corrupção da história do Maranhão e transformar Ricardo Murad e sua gangue em supostas vítimas de perseguição política, ou seja, usam velha e surrada táctica do ladrão que rouba e sai gritando pega ladrão.

'ÁGUA PARA TODOS': GOVERNO ENTREGA POÇO EM SÃO FRANCISCO DO BREJÃO E ANUNCIA MAIS INVESTIMENTOS NO MUNICÍPIO


Em clima de festa os moradores da cidade de São Francisco do Brejão receberam do Governo do Maranhão, por meio da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), a entrega de um poço tubular com 150 metros de profundidade e vazão de 60 mil litros por hora. A partir de agora, juntamente com mais outros dois poços já existentes, o novo poço vai assegurar o abastecimento de água de qualidade para toda a população do município. A solenidade de entrega da obra que ocorreu no final da tarde de ontem, quinta-feira (26).

“Estamos aqui em nome do governador Flávio Dino para entregar essa obra, mais uma etapa importante do ‘Água para Todos’ e reafirmar que a região tocantina continuará sendo bastante atendida pela Caema. Investimos aqui em São Francisco do Brejão, entregando esse poço, e em breve iniciaremos outra obra no povoado Trecho Seco, além de outras intervenções espalhadas em vários municípios da região”, afirmou o presidente da Caema, Davi Telles, elencando uma serie de iniciativas já entregues em bairros de Imperatriz, Montes Altos e outras em andamento em municípios como Buriticupú.

O secretário de Infraestrutura do Maranhão (Sinfra), Clayton Noleto, fez uma rápida prestação de contas das ações de sua pasta na região e reafirmou a parceria da Sinfra com a Caema. “A Companhia hoje é um grande instrumento do governo e está trazendo dignidade e qualidade de vida à nossa população”, disse Noleto. Em seguida, o secretário anunciou o início dos trabalhos para acabar com uma erosão na cidade de Brejão.
“Essa é a primeira obra física do governo Flávio Dino inaugurada em nosso município. Estamos agradecidos e confiantes que muitas outras virão. O poço tem uma grande importância para melhorar a qualidade de vida de nossa população”, disse o prefeito da cidade, Zé Dóia, ao dar as boas vindas a todos ali presentes.

Para o presidente da Câmara de São Francisco do Brejão, o vereador Aroldo Lira,a melhoria no sistema de abastecimento de água é um importante passo para o desenvolvimento do município,uma ação que chega mais cedo do que muita gente esperava. “No primeiro ano de governo nosso município já foi agraciado com essa ação, o que nos faz crer que nosso voto valeu a pena e que vamos ter muitas melhorias nesse governo”, completou.

O deputado Marco Aurélio, em sua fala, destacou as ações do governo Flávio Dino na região tocantina e disse que o povo de São Francisco do Brejão acreditou no projeto e agora começa a ver a concretização do mesmo. “Essa é a concretização da esperança daqueles que acreditaram num projeto de mudança. Estamos aqui em nome do governador entregando esse poço e reafirmando compromissos com outras obras em outros distritos do município, como água em Trecho Seco, a contenção de uma erosão que ameaça cortar a estrada na entrada da cidade e a construção de uma escola de ensino médio, iniciada ainda no governo Jackson, mas abandonada no governo anterior. A obra está em pleno andamento e ano que vem será entregue à comunidade do Brejão”, disse Marco Aurélio.

Também prestigiaram o evento os vereadores de Imperatriz, Adonilson Lima e Carlos Hermes Ferreira, o sec. de esportes de Imperatriz Saulo Dino e os superintendentes de articulação política Rafael Heringer de Imperatriz e Verbena Macedo de Estreito, entre outras lideranças políticas de Brejão e da região.

ALGAR AGRO INSTALADA EM PORTO FRANCO ANUNCIA NOVOS INVESTIMENTOS DE R$200 MILHÕES PARA O MARANHÃO

A empresa Algar Agro anuncia novos investimentos para o Maranhão. Ao lado do governador Flávio Dino, os diretores da empresa anunciaram que serão destinados R$ 200 milhões para a ampliação da unidade de processamento de soja, localizada no município de Porto Franco.
O Governo investe em medidas de incentivo ao empreendedorismo no estado, a exemplo da desoneração tributária que reduz tributos das cadeias produtivas, expandindo o mercado consumidor, gerando emprego e renda. “Temos conseguido junto com o setor privado encontrar caminhos para novos investimentos. Esse é mais um importante empreendimento industrial que se expande e que trará muitos benefícios para todo o setor produtivo, econômico e social do nosso estado”, disse o governador.

O anúncio feito pela Algar Agro ampliará a capacidade de processamento da Fábrica de Porto Franco que passará de 1.500 para 2.000 toneladas por dia. O acordo firmado entre a empresa e o Governo do Estado prevê financiamento aos produtores rurais para ampliar a produção de grãos no Estado e, ainda, a expansão da capacidade de armazenamento de grãos e produtos derivados do processamento da soja.

“Estamos felizes em fazer parte deste novo ciclo de desenvolvimento do Maranhão. Esse é um Governo que tem nos motivado para participar ativamente da nova história que está sendo construída no estado”, disse Murilo Santana, diretor-presidente da Algar Agro. No mesmo dia, a empresa oficializou a sua adesão ao programa Escola Digna, do Executivo Estadual, que tem como objetivo substituir as escolas de taipa e barro por prédios de alvenaria no Maranhão.

Para o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, o novo ambiente de negócios no estado tem atraído importantes investimentos privados nos diferentes setores produtivos. “Trabalhamos diariamente para consolidar as cadeias produtivas no Maranhão, diminuindo as desigualdades sociais e oferecendo oportunidades para todos. Investimentos como esses são importantes para fortalecer a produção, a indústria e o comércio local”, disse Simplício.

No mesmo dia, o governador Flávio Dino encaminhou à Assembleia Legislativa projetos de lei que estimulam o setor privado, ao ampliar o período do tratamento tributário que incentiva a produção de grãos e a instalação de empresas de logística e transporte no estado.

Estavam presentes o vice-governador Carlos Brandão, os secretários estaduais Marcelo Tavares (Casa Civil), Simplício Araújo (Indústria e Comércio), Marcellus Ribeiro (Fazenda), Márcio Honaiser (Agricultura e Pecuária), Marcelo Coelho (Meio Ambiente), Julião Amin (Trabalho e Economia Solidária), o presidente da Emap, Ted Lago, os deputados estaduais Valéria Macedo, Paulo Neto e o ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo. (Secom).

Comentário do Blog:

Durante a solenidade foi lembrada a ausência do prefeito de Porto Franco Aderson Marinho Filho (PDT), mas justificada pelo vice-prefeito Fortunato Macedo e pelo ex-prefeito Deoclides Macedo. Segundo eles, ontem o voo da Gol não desceu em Imperatriz o que fez com que o prefeito Aderson Marinho que havia adquirido passagem no referido avião ficasse impossibilitado de viajar á capital para participar do evento no palácio. "O Prefeito Adersinho e todos nós estamos confiantes que os novos investimentos da Algar em Porto Franco irão impulsionar ainda mais a geração de emprego e renda no município", disse Deoclides.

Como tudo começou


O Grupo Algar se instalou no Maranhão em 2006, no Distrito Agro-Industrial, 'Diagro', de Porto Franco, numa ação conjunta de atração de investimentos para o Estado, executada ex-Governador José Reinaldo e pelo ex-prefeito Deoclides Macedo, o líder do grupo político que governa o município com uma política voltada para atração de investimentos e aplicação correta dos recursos públicos, transformando o município nos últimos anos em um dos mais importantes com índices positivos de desenvolvimento econômico e humano no Maranhão.  

A princípio a empresa Algar começou esmagando  e produzindo ração de  soja, atualmente está  refinando e envasando o óleo que além de vendido  para o resto país também abastece o mercado da região tocantina e sul do Maranhão.


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

DEPUTADA QUER PASSE LIVRE PARA ESTUDANTES EM IMPERATRIZ E SÃO LUÍS

Valéria Macedo  (Foto:Josué Moura) 
Valéria Macedo (PDT) fundamentou sua indicação ainda na Emenda Constitucional n.º 90, de 15 de Setembro de 2015, que dá nova redação ao art. 6.º da Constituição Federal de 1988, para introduzir o transporte como direito social. 

A Deputada Valéria Macedo (PDT) apresentou hoje (24/11) indicação na Assembleia Legislativa do estado ao Governador Flávio Dino e ao Presidente da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), José Artur Cabral Marques, solicitando destes a implementação da política social do passe livre de transporte urbano para estudantes do ensino fundamental, médio e superior nos municípios de Imperatriz e São Luís. 

Valéria diz que o município de Imperatriz vive um caos no transporte público desde 05 de setembro de 2015, quando a empresa Viação Branca do Leste – VBL paralisou os serviços de transporte, sob a justificativa da falta de fiscalização dos demais meios de transportes no município e também por falta de pagamento da compra de vale transporte para seus servidores, no caso do Município de Imperatriz. 

E mais: que o problema em Imperatriz passa por um desequilíbrio na equação econômico-financeiro dos serviços, agravada, evidentemente, pelos problemas decorrentes do setor, dentre os quais aponta: a desregulamentação dos demais meios de transportes como taxi-lotação, veículos particulares, moto taxi sem permissão, vans e micro-ônibus particulares. 

A deputada fundamentou sua indicação ainda na Emenda Constitucional n.º 90, de 15 de Setembro de 2015, que dá nova redação ao art. 6.º da Constituição Federal de 1988, para introduzir o transporte como direito social. 

Disse ainda que “em alguns Estados, as capitais como, por exemplo, Macapá, no Estado do Amapá, São Paulo, Capital, Teresina, PI, dentre outras, a administração pública estadual implantou esse importante direito social ao transporte público, especificamente para os estudantes do nível básico a universidade”. 

“Acho muito difícil essa disputa de mercado entre concessionárias e os demais meios de transporte, e o pior é que quem sofre é a população que fica sem o transporte de ônibus e, por isso mesmo, uma solução factível seria o estado assumir o transporte dos estudantes oficialmente”. 

A falta nas escolas em Imperatriz já são relevantes em decorrência do problema do transporte, o que demanda uma solução imediata. Finalizou dizendo que pelos levantamentos que fez junto a empresas da Região Tocantina o custo médio mensal do passe livre para o Estado seria cerca de 150 mil por mês, com o mérito de beneficiar direta ou indiretamente cerca de 40 mil pessoas, sendo que a execução da política social do passe livre pode se dar em parceria com as Prefeituras de Imperatriz e de São Luís, mediante convênio de repasse mensal por parte do Estado. (da Assessoria).

terça-feira, 24 de novembro de 2015

EM MENOS DE UM ANO FLÁVIO DINO ESTÁ MORALIZANDO A SAÚDE PÚBLICA DO MARANHÃO


O Governo do Maranhão está desenvolvendo uma série de medidas com o intuito de moralizar o sistema estadual de saúde. A ampliação da transparência na aplicação dos recursos públicos e a reformulação dos processos para garantir a racionalização do orçamento na área, permitiram o avanço da política de saúde no Estado. Com os ajustes, foram possíveis, por exemplo, a expansão dos serviços com a atuação da Força Estadual de Saúde e a ampliação do número de profissionais que trabalham na área para maior cobertura em todo o Maranhão.

De acordo com o governador do Estado, Flávio Dino, as ações serão contínuas para potencializar a transparência e o benefício do cidadão com a correta aplicação dos recursos públicos. “Desde janeiro, iniciamos uma transição para mudar o modelo de gestão da saúde que herdamos. Não vamos recuar ou alterar o rumo já estabelecido desde o começo do governo: licitações, seletivos, corte de gastos abusivos. Em menos de um ano, estamos corrigindo o caos que herdamos na saúde: fraudes, gastos abusivos, dívidas de mais de R$ 180 milhões”, afirmou Flávio Dino.

A realização de concurso para escolha de OS (Organizações sociais) e OSCIPs (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público) foi um dos passos mais significativos para assegurar melhor qualidade no serviço oferecido à população e obediência a critérios técnicos em detrimento de outras modalidades de indicação de empresas. Ao todo, 33 empresas nacionais participaram da seleção pública, dentre as quais quatorze OSCIPs e dezenove OS.

Para o secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, do ponto de vista administrativo, o inédito processo licitatório significou um ato revolucionário. “Hoje podemos dizer que no Maranhão temos uma gestão transparente e sem politização das suas ações que prima pela racionalidade dos gastos”, explicou o secretário. (Texto Carolina Nahuz, título do blog)

HORTO FLORESTAL ARARA AZUL PASSARÁ A SER DE DOMÍNIO DO MUNICÍPIO DE IMPERATRIZ

Foto ilustrativa
A área de aproximadamente 157 hectares, de propriedade da VALEC, que por muitos anos foi sede do Horto Florestal Arara Azul, será repassada à Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente – SEPLUMA, e para a Universidade Federal do Maranhão – UEMA. Desativado há uns quatro anos, a área vem sendo sistematicamente invadida.

Há denúncias de que os animais silvestres, como cutia, capivara, veado, paca, entre outros, estão sendo dizimados, principalmente depois que foi construído e passou a ser habitado o Conjunto Habitacional Itamar Guará, que se confronta de um lado. Na outra parte, a área faz divisa com a ferrovia e pátio da Vale Logística Integrada – VLI. O escritório, zoológico, laboratório e viveiro de mudas, tudo foi destruído pela ação do tempo.

“Estamos recebendo essa área que a transformaremos em uma Unidade de Conservação Municipal, numa parceria entre a prefeitura e a UEMA”, informou o titular da SEPLUMA, Richard Seba Caldas. O secretário afirmou que a prefeitura buscou a parceria da UEMA para que a universidade forneça seus técnicos da área ambiental e a Unidade sirva para estudos e pesquisas das escolas e universidades.

De acordo com Richard Seba, até meados de dezembro um representante da VALEC virá a esta cidade para conhecer o projeto que está sendo elaborado para que a doação seja concretizada, oficialmente. “A Universidade Estadual do Maranhão tem vários professores que são especializados na área ambiental, os quais, com certeza muito colaborarão com esse projeto que conta com a participação de técnicos da SEPLUMA”.

Na ocasião, ele convidou a arquiteta da SEPLUMA, Tereza Cristina, responsável pela elaboração do projeto que será apresentado ao representante da VALEC. Ela revelou que parte da área já foi invadida, razão porque se encontra degradada, mas garantiu que a prefeitura vai recuperar a área, construir novo prédio da administração, museu de fauna e flora, auditório e laboratórios para projetos de pesquisas.

O secretário Richard Seba informou que está conversando com as pessoas que invadiram a área, explicando-lhes que não há usucapião em áreas públicas, razão porque podem ser punidas judicialmente. “Desta forma, eles estão compreendendo e estão prometendo abandonar a área para que nós possamos recuperar a área que foi degradada por eles e então implantarmos a Unidade de Conservação Municipal”, concluiu. (Domingos Cezar).

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

GOVERNO DO MARANHÃO E PREFEITURA ENVIDAM ESFORÇOS PARA RESOLVER PROBLEMAS NO TRANSPORTE PÚBLICO DE IMPERATRIZ

Uma licitação em caráter emergencial para contratação de empresa que vai operar no sistema de transporte público de Imperatriz acontecerá nos próximos dias. 

A ação é resultado do empenho do Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), junto à prefeitura de Imperatriz, para reestruturar o transporte público da cidade.
O Governo do Maranhão se prontificou a participar do processo, no intuito de oferecer para a população uma solução rápida nas ações em conjunto com a prefeitura de Imperatriz. “Uma nova empresa deverá operar em caráter emergencial no município. A medida será adotada até que o processo licitatório para a contratação da nova prestadora do serviço seja concluído”, disse o presidente da MOB, Artur Cabral.

Ainda de acordo com o presidente, em uma segunda etapa do processo, assim como o sistema implantado em São Luís, o Governo entregará a linha Expressa Metropolitana para Imperatriz, a segunda maior cidade do Maranhão. “O município será contemplado com este sistema, que facilita os deslocamentos dos cidadãos, garantindo mais segurança e menos tempo entre um ponto e outro”, reforçou o presidente.

Medidas para melhorar o trânsito

Além da ação realizada para o transporte público do município, o Governo do Estado desenvolveu um plano de melhorias para o trânsito de Imperatriz. A ação inclui intervenções conjuntas da MOB, Secretaria de Infraestrutura do Maranhão e a Secretaria de Trânsito e Transportes do município. As mudanças que serão executadas decorrem do levantamento da área urbana de Imperatriz e da identificação da necessidade de melhorias que garantam mais fluidez ao trânsito da cidade.

Como parte da implementação do plano de melhorias no tráfego de Imperatriz também será realizado um debate na Câmara de Vereadores. O encontro tratará sobre regulamentação de horários de carga e descarga nas principais ruas da cidade. Após estas definições, será iniciado o processo licitatório para a sinalização e instalação de semáforos e radares em importantes vias, a exemplo da Pedro Neiva de Santana(Secom/Dyego Rodrigues, título e sub-título do blog).

"COM A CARA E A CORAGEM"!! PCDOB "VAI PRA CIMA" E REALIZA A MAIOR CONFERÊNCIA DA HISTÓRIA DO PARTIDO NO MARANHÃO

Com a cara e a coragem de quem está transformando o Maranhão, o PCdoB realizou ato de abertura da 14ª Conferência Estadual e reuniu centenas de militantes de todo o estado, no Rio Poty Hotel na noite desta sexta-feira, 20, e neste sábado (21). O evento, que teve a presença do governador Flávio Dino, da presidente e do vice-presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos e Walter Sorrentino, respectivamente, contou com a participação também de representantes de 11 partidos, movimentos sociais, sindicais e da sociedade civil em geral.

Mais de mil pessoas, entre elas cerca de 900 delegados do partido, estiveram presentes na conferência e reconduziram o presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, a mais um mandato.
FLÁVIO DINO CONFERÊNCIA
Governador Flávio Dino:“temos que ser militantes da justiça para todos”

Na abertura do evento, Jerry homenageou Zumbi dos Palmares, pelo dia da consciência negra, e ressaltou que a noite foi memorável pela expressão da data e, sobretudo, pela 14ª Conferência Estadual ser a maior já realizada no Maranhão e uma das maiores do Brasil.

O presidente do PCdoB destacou que em seus 93 anos de história, o partido construiu uma vocação voltada para o diálogo e políticas amplas de unidade e coalizões. Ele aproveitou ainda para agradecer os aliados que estiveram ao lado do partido na vitória que elegeu o governador Flávio Dino.

“Muito obrigado aos nossos aliados que estiveram e permanecem conosco para que a última tarefa seja realizada. E não estará enquanto existir no território do Maranhão sinais de injustiça, de falta de oportunidade, de criança sem escola, de trabalhador rural sem terra, enquanto não tiver a prevalência da justiça sobre a injustiça”, enfatizou.

O vice-presidente nacional do PCdoB, Walter Sorrentino, ressaltou que o momento de desenvolvimento e crescimento do Maranhão é motivo de orgulho para os comunistas do Brasil inteiro, principalmente no atual cenário de dificuldade econômica internacional. “Nestes primeiros 11 meses de Governo já há um resultado alentador, seja na área social, de gestão e política em geral”, realçou.

O ato de abertura da Conferência contou a participação de representantes do PT, PPS, SD, PSB, PDT, PRP, PRB, PMN, PTC, PSDB, PTB. O senador Roberto Rocha (PSB), os deputados federais Rubens Júnior (PCdoB) e Weverton Rocha (PDT), e os estaduais Marco Aurélio (PCdoB), Levi Pontes (SD), Othelino Neto (PCdoB), Fábio Macedo (PDT), Ana do Gás (PRB), Fernando Furtado (PCdoB), Raimundo Cutrim (PCdoB), Eduardo Braide (PMN) e Zé Inácio (PT), prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de todas as regiões do Maranhão, além de líderes de movimentos sindicais como o Movimento dos Sem Terra (MST) e Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) estiveram presentes no evento.

Flávio Dino: “temos que ser militantes da justiça para todos”

Para Flávio Dino, o que move o PCdoB é a luta incessante, corajosa, cotidiana e firme para mudar a realidade do povo maranhense, e o partido só tem sentido se for para cumprir esse objetivo. “Não é pelo poder, não pode ser pelo poder. Não pode ser pela busca de benefícios individuais, não pode ser pela acumulação de riqueza. Nós temos que ser militantes da justiça para todos. E é por isso que nós somos comunistas. Porque nós defendemos a comunhão, a partilha, a justiça para todos”, acentuou.

Flávio Dino elencou uma série de atitudes que comprovam que o Maranhão está no rumo certo do desenvolvimento. Para ele, a primeira mudança foi continuar com o mesmo campo político forte da ampla coalizão das eleições passadas. “Outra mudança é um ter um Governo e um governador que pode andar de cabeça erguida e com as mãos limpa”, completou. (Fonte: Jonh Cutrim, título do Blog).

domingo, 22 de novembro de 2015

BALSAS CAROLINA E AMARANTE SÃO BENEFICIADOS COM 'MAIS ASFALTO'

Os maranhenses que moram nos municípios de Balsas, Carolina e Amarante do Maranhão serão beneficiados com as obras do Programa Mais Asfalto. Serão mais de 20 km de recuperação e pavimentação de ruas nestas cidades. Um investimento que ultrapassa R$ 5 milhões e representa melhoria na mobilidade urbana e na qualidade de vida da população.


As novas obras foram anunciadas nas respectivas cidades nos dias 18 e 19 e tiveram início imediato. O prazo de conclusão dos trabalhos é de 90 dias. O secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, ressaltou que a iniciativa demonstra a preocupação do governador Flávio Dino com os maranhenses de todas as regiões do estado.
“Esses investimentos são mais uma comprovação concreta da preocupação que o governador Flávio Dino tem com a população. O Programa Mais Asfalto está espalhado por todas as regiões do Maranhão. Até o final do ano, serão 107 municípios alcançados pelo programa, totalizando um investimento de R$ 150 milhões”, afirmou o secretário.
Em Balsas, já foram pavimentados 11 km de ruas e agora foi dado início a requalificação da Avenida do Contorno, uma das principais da cidade e que por ser o perímetro urbano da MA-006 recebe parte significativa do tráfego para escoar a produção agrícola da região. Para suportar o trânsito intenso de veículos, 2,5 km da via receberão asfaltamento mais espesso e serão realizados serviços de drenagem profunda nos pontos críticos da via.
Em Carolina e Amarante do Maranhão serão pavimentados cinco quilômetros de vias em cada uma das cidades. Para a população destes municípios, a pavimentação representa mobilidade e também mais saúde, como afirmou o agente de endemias, Francivaldo Lima.
Mais obras
O secretário Clayton Noleto informou que até o final do ano serão entregues mais obras importantes para região, como a pavimentação das rodovias estaduais, incluindo a MA-138 e a MA-334. A MA-138 liga Fortaleza dos Nogueiras a São Pedro dos Crentes, enquanto a MA-334 vai de Feira Nova a Riachão. (Fonte: Sinfra).

‘MAIS ASFALTO’: “SÓ SABE O QUANTO ASFALTO É IMPORTANTE QUEM VIVE NA POEIRA E NA LAMA”, DIZ DEOCLIDES MACEDO

O ex-prefeito de Porto Franco e suplente de deputado federal, Deoclides Macedo (PDT), esteve recentemente em mais um périplo pela região tocantina, quando além de visitar correligionários políticos, participou da caravana do secretário de Infraestrutura do Estado (Sinfra), Clayton Noleto, na passagem por Carolina e Amarante, para anunciar obras do Programa ‘Mais Asfalto’.

Participaram também dos eventos prefeitos, vereadores, lideranças comunitárias e várias autoridades, entre elas a deputada estadual Valéria Macedo (PDT).

Em Carolina, município onde foi o mais votado na eleição passada para deputado federal, Deoclides em contato com o blog enfatizou a importância do programa ‘Mais Asfalto’ que segundo ele traz um grande salto na melhoria das condições de vida da população dos municípios maranhenses. 

“As vezes algum adversário tenta desqualificar essa ação, mas só sabe o quanto asfalto é importante quem vive na lama ou na poeira. O Programa ‘Mais Asfalto portanto traz sem sobra de dúvida dignidade e melhoria de vida para a população de nossos municípios que estão passando por muitas dificuldades sem poder investir em infraestrutura, no que em boa recebem do governo Flávio Dino esse importante apoio”, disse Deoclides.

Em Amarante, Deoclides voltou a parabenizar o governador pela obras e enfatizar que o Governo do Estado, através da Sinfra, anuncia ações importantes para a região.

“Essa e outras ações que chegam até a nossa população é o resgate dos compromissos que assumimos ao lado do governador Flávio Dino, por um Maranhão para Todos”, afirmou Deoclides, festejado por amigos e correligionários, entes estes o empresário Uilmar Viana, pré-candidato a prefeito de Amarante-Ma.

sábado, 21 de novembro de 2015

CHAPA "OAB MAIS FORTE" VENCE ELEIÇÃO EM IMPERATRIZ

Heleno Mota, venceu com 411 votos e é o novo presidente da subsecção da OAB em Imperatriz

Foi eleita no fim da tarde desta sexta-feira (20) a nova Diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Imperatriz. Depois do encerramento da votação, que ocorreu das 9h às 17h, a apuração revelou a chapa “OAB Mais Forte”, encabeçada pelo advogado Heleno Mota, como a vencedora, com 411 votos computados. A chapa adversária recebeu 323 votos.

Dos 967 advogados aptos a votar, 734 participaram do pleito em Imperatriz. Os candidatos devem assumir os cargos de Diretoria e Conselhos a partir de janeiro de 2016, cumprindo mandato até 2018. Logo após o anúncio do resultado, o novo presidente eleito, Heleno Mota, fez um discurso de vitória e, emocionado, agradeceu aos envolvidos durante toda a campanha.

Para ele, é preciso buscar unidade dentro da classe. “Agora é trabalhar para todos os colegas advogados de Imperatriz, buscando uma OAB mais forte, com uma gestão compartilhada e compromissada com todos os advogados da nossa subseção”, garante.

O atual presidente da Subseção, Malaquias Pereira Neves, também, discursou e agradeceu a todos pelas eleições limpas e bem conduzidas, assim como os envolvidos para que a votação tivesse sido realizada. Durante sua fala, o presidente faz uma autoavaliação de sua gestão. “Eu me sinto realizado pelo o que, durante esses quase três anos da nossa administração, fiz e pude fazer pela nossa classe. Tenho aqui, a sensação de dever cumprido”, fala.

Foram computados, também, os votos para a Diretoria da Seccional maranhense, que devem ser enviados para São Luís, onde serão somados aos demais votos das Subseções do estado.



Veja os nomes que compõem a chapa eleita:

Diretoria:

Heleno Mota e Silva, Oab/Ma 5.692 – Presidente;

Celma Cristina Alves Barbosa Baiano, Oab/Ma 5.680 – Vice – Presidente;

Jetete Guimarães Tavares, Oab/Ma 9.138 – Secretário – Geral;

Terezinha Torres Madeira, Oab/Ma 9.481 – Secretário Geral – Adjunto;

Almivar Siqueira Freire Junior, Oab/Ma 6.796 – Tesoureiro;

Conselheiros Titulares:

Adilene Ramos Sousa, Oab/Ma 5.699;

Antonio Adriano Soares Pinto, Oab/Ma 8.592;

Miguel Angelo Ruschel Neto, Oab/Ma 11.077;

Deny Jackson Sousa Magalhães, Oab/Ma 7.083;

Humberto de Paula Peixoto, Oab/Ma 6.944;

Judson Lopes Silva, Oab/Ma 4.844;

Léia Silva Santos, Oab/Ma 4.499;

Maria de Fátima Carneiro Zafred, Oab/Ma 4.249;

Melissa Fachinello, Oab/Ma 7.296;

Francisco Almir de Sousa Araújo, Oab/Ma 8.346;

Sidney Robson Barros Costa, Oab/Ma 6.256;

Paulo Dias de Carvalho Junior, Oab/Ma 8.351;

Ravikson Galvão Meireles Oab/Ma 4.093;

Conselheiros Suplentes:

Anne Harlle Lima da Silva, Oab/Ma 8.591;

Deisy Sanglard de Sousa, Oab/Ma 7.257;

Everson Gomes Cavalcanti, Oab/Ma 5712-A;

Hugo Trajano Sousa Silveira. Oab/Ma 8.634;

Naciara Leite Coelho, Oab/Ma 8.869;

Victor Hugo Almeida Lima, Oab/Ma 9.961;

(Assessoria)

GOVERNO DO MA VAI LANÇAR SELETIVO PÚBLICO DA SAÚDE COM 7.903 VAGAS PARA CADASTRO DE RESERVA

Sec.Marcos Pacheco
O Governo do Estado, por meio da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), instituição pública, criada pela Lei Estadual nº. 9.732, de 19 de dezembro de 2012, autorizou a realização de processo seletivo público n°03/2015 para preenchimento de 7.902 vagas de cadastro de reserva para cargos de níveis fundamental, médio e superior. O edital do seletivo público com provas e títulos, a ser realizado pela Fundação Sousândrade, será lançado em até 15 dias, no site da Fundação.

No total serão 42 Unidades de Saúde do Estado, distribuídas em seis regionais de saúde: Regional de Codó (6 unidades), Regional de Timon (2), Regional de São Luís (23), Regional de Imperatriz (3), Regional de Presidente Dutra (5) e Regional de Santa Inês (3).

No início do mês de novembro, a Emserh realizou a primeira chamada dos aprovados do seletivo n° 02/2015 para comprovação da documentação dos candidatos classificados para trabalhar no Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen/MA), Central de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar), Unidade Mista do Maiobão e Hospital Presidente Vargas.

Após análise documental, alguns candidatos não conseguiram comprovar o que informaram na ficha de inscrição. Consequentemente, tiveram pontuação reduzida e outros candidatos subiram de colocação em razão disso.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) reitera que, na segunda chamada, 127 profissionais da saúde que participaram do certame, foram convocados, também, para a entrega documental nos próximos dias 23 e 24 de novembro. A classificação poderá sofrer alterações se o candidato não comprovar o que informou no ato da inscrição, como consta no edital.

Emserh assumirá funcionários do ICN

Em decorrência da operação da Polícia Federal (PF) “Sermão aos Peixes”, por determinação judicial, a SES rescindiu o contrato de gestão com o Instituto Cidadania e Natureza (ICN), Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) que ganhou concorrência pública para a gestão de algumas unidades da rede estadual de saúde.

Sendo assim, desde a última terça-feira (17), a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) passou a assumir todos os funcionários das unidades que possuíam contrato com o ICN. O secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, tranquiliza todos os funcionários e pede que continuem em seus postos de trabalho. “Todos os funcionários do ICN podem continuar trabalhando normalmente, não deixaremos a saúde parar de jeito nenhum. Vamos iniciar o processo de contratação dos funcionários do ICN pela Emserh, imediatamente”, explica Marcos Pacheco. Fonte: SES.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

ROBERTO ROCHA ANUNCIA LIBERAÇÃO DE R$ 4 MILHÕES PARA SAÚDE E ESPORTE NO MARANHÃO

O Hospital Materno Infantil de Imperatriz e o Hospital Rosy Cury, de Balsas, serão  beneficiados

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) conseguiu esta semana a liberação de cerca de R$ 4 milhões do Orçamento da União de 2015 para o Maranhão, que serão destinados à reforma e à ampliação de campos de futebol em São Luís, e aquisição de equipamentos para o Hospital Materno-Infantil de Imperatriz e hospital dr. Rosy Cury, em Balsas.

O Ministério do Esporte empenhou cerca de R$ 1,5 milhão que serão repassados à Secretaria de Esporte e Lazer do Maranhão para ampliação e reforma de campos de futebol em São Luís. Esse valor foi resultado de emenda do senador Roberto Rocha ao Orçamento da União de 2015.

O senador também conseguiu, por meio de sua atuação junto ao Ministério da Saúde, que fossem liberados R$ 891 mil para a aquisição de equipamentos para o hospital Materno-Infantil de Imperatriz e R$ 1,5 milhão para a aquisição de equipamentos para o hospital dr. Rosy Cury, de Balsas. Os dois são de emendas de Roberto Rocha ao Orçamento de 2015.

O trabalho junto aos ministérios para que sejam feitos investimentos no Maranhão tem sido uma marca do senador Roberto Rocha, que é atuante no sentido de defender os interesses do estado. Embora as emendas sejam aprovadas no orçamento, é comum a não liberação dos recursos, que são contingenciados pelo governo. Nesse sentido, a atuação do senador é importante para garantir que os cortes não atinjam investimentos importantes para o desenvolvimento social do Maranhão. (Assessoria)

EX-DIRETOR DO JORNAL DE SARNEY PEDE DESCULPAS À FLAVIO DINO

Na sua edição de 15 de junho de 2014, o jornal O Estado do Maranhão, então sob responsabilidade editorial do jornalista Ribamar Corrêa, diretor de Redação, publicou matéria informando que o Tribunal de Contas da União (TCU) investigava três contratos “firmados na gestão do comunista Flávio Dino na presidência do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), acrescentando que nos dois processos o TCU decidira por instaurar tomada de contas especial. O texto acrescentou que as três investigações “apuram possíveis irregularidades”. A reportagem divulgou também que a Controladoria Geral da União (CGU) teria detectado irregularidades nos processos e recomendado que o presidente da Embratur ,Flávio Dino, que era naquele momento pré-candidato ao Governo do Estado, fosse investigado. A matéria informou também que Flávio Dino “foi responsável direto por danos causados à União ao assinar termo aditivo que prorrogou um contrato ´desvantajoso` com a empresa COM Braxis”. Cita outro processo que investigaria má aplicação de R$ 1,2 milhão na contratação de uma empresa mineira de publicidade, a Arte e Renda. E também um contrato com a empresa Dialog.


Na edição do dia 30 de junho de 2014, duas notas da coluna Estado Maior de O Estado do Maranhão, intituladas “Calcanhar” e “Afagos” atingiram o então candidato a governador no delicado terreno familiar, particularmente o pai do sr. Flávio Dino, o ex-deputado Sálvio Dino, que no seu entendimento, deu aos textos publicados o caráter de “afronta” e “injustiça”.

Flávio Dino contestou a matéria por meio de nota, na qual esclarece que nenhum dos casos investigados dizia respeito à sua gestão e que a única relação que tem com os contratos é que eles foram aditivados na sua gestão, que não encontrou neles nada de errado, classificando o conteúdo da publicação de calúnia, difamação e injúria. Flávio Dino deu o mesmo entendimento às notas daquela coluna sobre relações familiares. 

Os esclarecimentos e os fatos divulgados pelo então candidato a governador mostraram que a matéria não fora fiel ao que aconteceu na Embratur e que as notas fugiram ao padrão de tratamento dado pelo jornal em assuntos que envolvem família. Por esses fatos, sobre os quais não há dúvidas, o agora ex-diretor do jornal O Estado reconhece a improcedência das informações relativas à Embratur e também que o padrão que o próprio jornal dá a situações que envolvem relações familiares foi quebrado nas notas. Diante dos esclarecimentos, o jornalista Ribamar Corrêa reconhece que o sr. Flávio Dino foi jornalisticamente injustiçado e é merecedor de um jornalisticamente sincero pedido de desculpas. (Do Blog Marrapá).

AÇAILANDIA-MA: FÁBRICA DE AÇO DA GUSA NORDESTE ENTRA EM OPERAÇÃO

Os testes de produção da aciaria Gusa Nordeste iniciaram nesta quarta-feira (18) no município de Açailândia. O diretor industrial, Ricardo Filho, comunicou o início da operação assistida ao governador Flávio Dino e afirmou que a previsão é de que as operações da fábrica sejam oficializadas em 2016.

“Nós reafirmamos o nosso compromisso em acreditar no potencial do Maranhão. Queremos crescer juntos, nos preocupamos com o desenvolvimento do estado e com o fortalecimento da cadeia produtiva do aço”, disse o diretor Ricardo Filho.

A cadeia siderúrgica instalada no Maranhão envolve diferentes setores da economia, como o setor de serviços e mão de obra especializada na produção de aço e gases, voltados para o consumo interno e exportação para outros estados brasileiros. O início das operações fortalece a cadeia produtiva do aço, gerando emprego e renda aos maranhenses.

“Nós acreditamos que esse é um projeto que alavancará a produção do aço no Maranhão. Desde os pequenos produtores aos futuros negócios que se instalarão, a indústria beneficiará a nossa produção, fortalecendo a economia do estado”, disse Simplício Araújo, secretário estadual de Indústria e Comércio.

Nesta quarta-feira (18) foi enviado o primeiro carregamento de gases que serão vendidos para empresas maranhenses, do Pará e Goiás. A aciaria deverá comercializar os produtos em escala mundial. “A nossa usina é a primeira do mundo a produzir aço sem emissão de gás carbono. Iniciamos hoje a produção assistida, com testes operacionais reais. Nos próximos meses oficializaremos o início da produção no Maranhão”, disse o diretor Ricardo.

A fábrica de aço em Açailândia é um investimento do grupo privado que atua desde 2003 no Maranhão, com o apoio do Banco do Nordeste.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

EMPRESAS INVESTIGADAS IRRIGARAM 61 CAMPANHAS NO MARANHÃO, DIZ JUIZ

Deflagrada nesta terça-feira (17), a Operação Sermão aos Peixes apontou que um grupo de empresas beneficiadas com recursos públicos supostamente desviados da Saúde irrigou pelo menos 61 campanhas eleitorais no Maranhão. Alguns dos candidatos, segundo a investigação, são parentes do então secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad, cunhado da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB-MA).

Levantamento feito pela Folha aponta que uma das empresas investigadas também destinou R$ 1 milhão, em 2010, para a campanha que reelegeu a governadora Roseana, em doação registrada para a direção estadual do PMDB do Maranhão –e outros R$ 730 mil para a direção da sigla no Tocantins.

Juiz da 1ª Vara Federal de São Luís (MA)
 responsável pelo processo,
Roberto Carvalho Veloso
Relatórios produzidos pela Polícia Federal que integram a decisão tomada pelo juiz da 1ª Vara Federal de São Luís (MA) responsável pelo processo, Roberto Carvalho Veloso, afirmam que o esquema funcionou durante a gestão de Ricardo Murad, entre 2010 e 2014, contra quem a PF pediu uma prisão preventiva sob suspeita de destruição de provas –o pedido estava sob análise do Judiciário até a publicação desta reportagem.

Segundo a PF, duas entidades não governamentais contratadas pela Secretaria de Saúde do Maranhão para gerir unidades hospitalares do Estado, o ICN (Instituto Cidadania e Natureza) e a Bem Viver, contrataram, sem licitação, inúmeras empresas para serviços terceirizados. Esse grupo de empresas recebeu um total de R$ 205,6 milhões em recursos públicos. Na mesma época, essas empresas, de acordo com a PF, beneficiaram campanhas eleitorais com doações registradas na Justiça Eleitoral em um total estimado em R$ 4,9 milhões.

Uma das principais contribuintes de campanha foi a Litucera Limpeza e Engenharia, sediada em Vinhedo (SP). A Litucera recebeu R$ 15,8 milhões da Bem Viver e outros R$ 28,2 milhões do ICN. Desse montante, segundo o relatório da PF, a Litucera destinou pelo menos R$ 1,9 milhão para candidatos nas eleições de 2010, 2012 e 2014.

O juiz federal escreveu: "A autoridade policial logrou demonstrar que além da prefeita eleita [de Coroatá] Maria Teresa Trovão Murad, esposa de Ricardo Murad, a Litucera financiou a campanha de mais 60 candidatos a vereador, sendo que foram eleitos sete vereadores do total de 13 vereadores, que corresponde a 53% do total de vereadores da Câmara Municipal".

Além de ajudar a mulher do então secretário de Saúde com R$ 186 mil, a Litucera também destinou R$ 200 mil à campanha da filha do casal, a deputada estadual Andrea Trovão Murad (PMDB) e outros R$ 22 mil ao irmão de Maria Teresa, Alexandre Cesar Trovão, hoje presidente da Câmara de Coroatá.

Diversas outras empresas também estão sob a mira da PF por terem recebidos recursos do ICN e da Bem Viver e, ao mesmo tempo, colaborado com campanhas eleitorais, como a Lavatec Lavanderia Técnica, a Tempo Engenharia e o Cobra (Centro Oncológico Brasileiro).

O delegado que atua na Operação Sermão aos Peixes, Sandro Jansen, disse à Folha que a investigação chegou às doações eleitorais ao rastrear o fluxo do dinheiro. Segundo ele, uma investigação sobre eventuais crimes eleitorais poderá ser um desdobramento da operação, desde que se tenha autorização da Justiça Eleitoral ou de outros tribunais, em caso de político com foro privilegiado.

"O dinheiro a gente já sabe para onde vai, agora não sei se esses políticos sabiam da origem desse dinheiro, então não posso incluí-los na organização criminosa. Para chegar a esse ponto, tem que ter autorização dos tribunais. A gente fez acompanhar o fluxo financeiro e ver até onde ele foi", afirmou o delegado.

A destinação de recursos de empresas terceirizadas para campanhas eleitorais também já havia sido identificada por auditoria da CGU (Controladoria Geral da União), que participa da Operação Sermão aos Peixes. "Nesse emaranhado de irregularidades também releva destacar os casos das empresas duplamente beneficiadas com recursos públicos do Fundo Estadual de Saúde e que efetivaram doações oficias de campanha exclusivamente (no Estado do Maranhão) para familiares do Secretário de Saúde à época dos fatos ou a candidatos do reduto eleitoral desse dirigente", concluiu a CGU, em auditoria.

Segundo a CGU, "empresas que receberam pagamentos superfaturados foram doadoras, no Estado do Maranhão, exclusivamente para familiares do ex-secretario de Saúde ou para candidatos do município que é o seu principal reduto eleitoral".

OUTRO LADO

O presidente do diretório estadual do PMDB do Maranhão, Remi Ribeiro, afirmou à Folha que o partido aguarda o desenrolar das investigações para então se manifestar.

"O partido não quer se meter numa ação que ainda está em andamento", disse Ribeiro, que foi senador em 2011. Ele disse que é preciso analisar as provas coletadas na operação. "Ainda tem muito 'se disse', 'se fala'. Isso não é prova", disse o político.

Segundo o presidente do PMDB, as doações eleitorais não configuram ilícito. "São empresas. É só o PMDB? O que se pode afirmar? Está na prestação de contas e isso será apurado na doação oficial. Pode ter um contrato [com serviço público] sem ter interferência do candidato ou do partido", disse Ribeiro.

Ricardo Murad é procurado pela Folha desde a manhã desta terça-feira (17) para se manifestar sobre o assunto, mas não foi localizado. Foi deixado recado em sua residência na noite do mesmo dia, mas não houve retorno até a publicação desta reportagem.

A Folha entrou em contato por telefone com a sede da empresa Litucera. Uma atendente, que preferiu não se identificar, informou que a empresa "não se manifesta pela imprensa".

No telefone registrado em nome do Cobra, uma atendente informou que a empresa mudou de endereço. No novo endereço, uma funcionária disse que não poderia dar quaisquer informações à imprensa. Foram deixados recados na Litucera e no Cobra. Representantes das empresas Tempo e Lavatec não foram localizados. No telefone da Prefeitura de Coroatá (MA), ninguém atendeu às chamadas.

Não foram localizados assessores da ex-governadora Roseana. Em um telefone registrado em seu nome em Brasília, ninguém respondeu às chamadas. (Rubens Valente, da Folha de São Paulo, título do blog).

Leia mais:

Murad diz que não vai se pronunciar enquanto não tiver acesso ao inquérito

"ABANDONADO NA CHAPADA": ALIADOS NÃO DÃO "UM PIO" SOBRE SITUAÇÃO DE RICARDO MURAD

Temido e odiado por muitos, até pelos seus parentes e aliados, o ex-secretário Ricardo Murad, parece que foi "abandonado na chapada", como se costuma dizer aqui na região sul do Maranhão quando um político fica sozinho e sem apoio.
Desde ontem, quando  a PF fez busca e apreensão em sua casa e o levou para prestar depoimento, que o ex-secretário está no limbo, só, talvez apenas com parentes mais próximos. E por parte de seus aliados não se ouve nada sobre os últimos acontecimentos envolvendo o ex-poderoso "tratorzão", como era chamado Ricardo Murad no governo da cunhada Roseana. Nem um gesto de solidariedade, uma pequena defesa sequer!

O silencio sobre a operação da PF foi sentido hoje na Assembleia Legislativa onde os dois grandes defensores de Murad, a filha Andrea Murad e o genro, Sousa Neto, não compareceram. Alguns deputados, uns que foram até colegas de Ricardo Murad no secretariado roseanista, ainda não deram “um pio” sobre o escândalo de desvios de verbas da saúde envolvendo o ex secretário. E olha que muitos desses deputados se beneficiaram do poder de Murad, no tempo das "vacas gordas".

"Nem mesmo a ex-governadora Roseana e o chefe maior do clã, José Sarney, se manifestaram sobre o ocorrido. Uma nota, um post, uma publicação no jornal da família… Nada", comentou a blogueira Cristiana França,que me inspirou a escrever este post.

Que os acontecimentos desses últimos dois dias sirvam de exemplo para todos, povo e políticos. O exemplo  de que a arrogância, o despotismo e a desonestidade não vale a pena. Um dia a casa cai e os resultados são escombros, abandono e solidão...

terça-feira, 17 de novembro de 2015

DESVIOS DE MURAD NA SAÚDE BANCARAM CAMPANHAS DE 2010, 2012 E 2014", DIZ TV GLOBO



Ricardo Murad, ao chegar na sede da PF

O ex-secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad, foi levado pela PF a prestar depoimento por volta das 11h30 desta terça-feira (17) em São Luís. A medida faz parte da “Operação Sermão aos Peixes”, da Polícia Federal, que apura o desvio de recursos públicos federais do Ministério da Saúde repassados ao estado entre os anos de 2009 e 2014.

A investigação, segundo a PF, teve início em 2010, quando o então secretário de saúde do estado do Maranhão se utilizou do modelo de “terceirização” da gestão da rede de saúde pública estadual, ao passar a atividade para entes privados – Organização Social (OS) e Organização de Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), e, assim, fugir dos controles da lei de licitação.
PF, na mansao de Ricardo Murad no Olho d'água,em São Luís
Essa flexibilização significou uma burla às regras da lei de licitação e facilitou o desvio de verba pública federal, com fim específico de enriquecimento ilícito dos envolvidos, informam os investigadores.

O cunhado da ex-governadora Roseana Sarney foi conduzido à superintendência da Policia Federal no Maranhão onde será interrogado pelos delegados que conduziram a operação. Na casa da família Murad foram apreendidos quadros, computadores, obras de arte e o veículo utilizado pelo ex-secretário.

Vejam a matéria,na Globo: