sábado, 4 de dezembro de 2010

'Casa de Daví' busca apoio para reabilitar jovens dependentes químicos que se envolveram com drogas

Casa de Davi, localizada  na Vila Machado, periferia de Imperatriz.
Maioria dos jovens vítimas de homicídio em Imperatriz  este ano tinham envolvimento com drogas

     
De acordo com informações da Polícia Militar de Imperatriz, 80% dos jovens que morreram de janeiro a outubro deste ano por homicídio em Imperatriz tinham algum envolvimento com drogas, seja como traficante ou usuário, dos quais 90% eram homens. 

No mês de outubro ocorreram 15 mortes e em todos os casos as vítimas eram usuárias de drogas. Desses óbitos, seis aconteceram na mesma semana.

Pastor  Advando Júnior (de óculos) e Obreiro Patrick


Os dados da PM ainda revelam que a região dos bairros Bacuri e Caema é o setor de Imperatriz que concentra o maior número de bocas de fumo, devido ao rio Tocantins, que é utilizado para transporte de drogas, assim como para fumar em suas proximidades.

A partir desses relatos, percebe-se a necessidade de ações voltadas para reabilitação de dependentes químicos, como uma forma de contribuir para a restauração da harmonia na cidade, evitando a violência e a marginalização de pessoas que se envolveram com o vício e, em decorrência disso, com o crime.

Uma destas instituições, chamada Casa de Davi, localiza-se na Vila Machado, periferia de Imperatriz. O centro é coordenado pelo pastor Advando Júnior, que achou neste projeto a forma mais viável para contribuir com a sociedade imperatrizense. A casa, que foi criada há pouco mais de cinco meses, não tem fins lucrativos e não é ligada a nenhuma outra instituição.

De acordo com o coordenador, “o centro enfrenta muitas dificuldades financeiras. São necessários recursos, como profissionais de saúde, materiais de construção para o levantamento da estrutura física da Casa, alimentação, roupas para os internos e pessoas que se disponibilizem para atuar junto aos voluntários que já contribuem com o projeto”.

A maioria dos membros em tratamento conta a mesma história: foram abandonados pela família, amigos e perderam seus empregos em decorrência do vício, mas após ingressarem na Casa, apesar de todas as carências que essa enfrenta, já sentem uma grande mudança em relação às suas perspectivas de vida.

“Eu era professor de artes plásticas, me envolvi com drogas muito cedo e por isso muitas vezes pensei em morte, mas depois que entrei aqui consegui ânimo pra lutar novamente”, conta Jorge Barroso, integrante da Casa há mais de um mês.

Para o professor e coordenador do projeto, Edvando Junior, são relatos como estes que dão ânimo e vontade de continuar trabalhando de forma voluntária na recuperação das pessoas que caíram na armadilha das drogas.

“A Casa de Davi é uma instituição que visa sobretudo a recuperação de jovens e adultos ao convívio social e principalmente se livrar das drogas. As dificuldades são muitas, mas não se pode recuar, e sim continuar trilhando este caminho e, com certeza, seremos vencedores”, enfatizou.

Ele faz ainda um convite para “quem desejar contribuir com a Casa de Davi deverá ligar para o número (99) 9157-4924 e falar comigo, que será bem-vindo”. ( da Assessoria)

5 comentários:

Anônimo disse...

Por falar em dependência, Josué, viu a última da FUNAI que agora está provocando confusão fundiária também entre os próprios índios. Lá em Amarante, baixaram uma portaria em que a área dos kricatis avança sobre a área de duas outras etnias.

inabalavel2008 disse...

amigos irmaos, creio que deus nao tardara em lhes oferecer estruturas para continuar este trabalho lindo, e de muita valia pra sociedade e principalmente pra queles que buscam viver em comunhao, voceis estao no caminho certo deus os abemçoem sempre

Anônimo disse...

A casa de Davi é em Rengimento Particular ou público?

Anônimo disse...

Conheci a CASA DE DAVI ha poucos dias atras e me encantei com esse trabalho maravilhoso.Com as bênçãos de DEUS, conseguimos ingressar um jovem dependente quimico.Esperamos vencer essa prova, para honra e glória do SENHOR JESUS. Quero voltar aqui e contar o testemunho dessa vitória. Quero deixar os parabéns aos queridos: pr. Magno e irmão Danilo, que foram as pessoas que eu conheci particalarmente. Homens de Deus abençoados. PARABÉNS!
ADRIANA, imperatriz-ma

Anônimo disse...

estou procurando um homem que se chama romario de almeida pimentel ele e baixinho e gordinho da bundona ele se eternou no dia 13 ou dia 20 mais ou menos ...eu queria saber se ele esta ai por favor responda sou a esposa dele