segunda-feira, 21 de março de 2011

Geração de empregos no Maranhão foi a quarta maior do nordeste em 2010

São Luís (MA) – Em 2010, o saldo líquido do emprego formal na região Nordeste, diferença entre admissões e desligamentos, foi de 488.561 ocupações. O resultado é mais do que o dobro do saldo líquido de 2009, que foi de 227.376, conforme dados elaborados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Com saldo de 41.891, o Maranhão aparece no ranking regional em quarto lugar na geração de novos postos de emprego.

O setor de atividade econômica que obteve o maior saldo na Região foi o de serviços (172.395), seguido pela Construção Civil (122.535), Comércio (109.496), Indústria (74.499) e Agropecuária (9.636).

Os dados constam no informativo elaborado pelo Banco do Nordeste, por meio do seu Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), disponível para consulta na seção Estudos e Pesquisas do site www.bnb.gov.br.  

De forma sintética, através de tabelas e gráficos, o documento apresenta a evolução do saldo líquido de empregos formais gerados no mês, no ano, nos últimos 12 meses e em uma série histórica de 10 anos. O objetivo é contribuir para elaboração de estudos sobre o Nordeste e fomentar o debate em prol da definição de políticas direcionadas ao mercado de trabalho na região.

As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e se referem aos trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), não incluindo os estatutários. Para mais informações, acesse http://bit.ly/dX69Jn.
 
(Cícero LEONARDO, assessessoria BNB)

2 comentários:

Lídio Almeida, Jornalista disse...

Acontece que a mão-de-obra absorvida por esses empregadores é qualificada, então, este demonstrativo não corresponde à verdade, haja vista, grandes empresas importam estes trabalhadores de outros Estados.

Blog do Josué Moura disse...

Ok, com a palavra o Banco do Nordeste...