segunda-feira, 13 de junho de 2011

Maranhão do Sul: Valéria e Carlinhos pedem moção de aplausos para Ribamar Alves e Edison Lobão

Deputados Valéria e Carlinhos
Os deputados estaduais Valéria Macedo e Carlinhos Amorim, ambos do PDT, pediram na sessão desta segunda-feira (13) que a Assembleia Legislativa aprove moção de aplauso ao senador Edison Lobão (PMDB) e ao deputado federal Ribamar Alves (PSB). 

Os dois homenageados são autores dos projetos que tramitam no Senado e na Câmara Federal que tratam da realização de plebiscito para a criação do Estado do Maranhão do Sul. 

Os pedetistas pediram aplausos institucionais pela iniciativa e também que seja hipotecado aos homenageados apoio institucional por parte da Assembleia Legislativa. 

“O projeto do senador Lobão já recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado e conta inclusive com a assinatura da governadora Roseana Sarney, à época, senadora”, disse Valéria Macedo. 

Senador Lobão
No projeto, Lobão explica que o Maranhão do Sul que se pretende criar mediante desmembramento de parte do atual território do Estado do Maranhão, compreende uma área de quase 150 mil km2, o que o tornaria o quinto maior estado nordestino, com área territorial maior do que a de outros cinco da mesma região: Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Sergipe. 

Diz ainda que a região sul do Maranhão tem fortes relações comerciais com outras regiões do país, o que torna o seu vínculo com a capital do Estado bem menos importante do ponto de vista econômico e vivencial, o que prenuncia o processo de emancipação político-econômico regional, cuja evolução guarda paralelo com o que antecedeu às bem sucedidas criações dos Estados de Mato Grosso do Sul e do Tocantins. 

Dep. Ribamar Alves
Registra também o surgimento de empreendimentos de maior porte como o Pólo Agrícola Mecanizado de Balsas, o Pólo Siderúrgico de Açailândia e a consolidação da cidade de Imperatriz como pólo comercial e de prestação de serviços. 

Segundo Valéria, Lobão mencionou em seu projeto que a necessidade da criação do Estado do Maranhão do Sul é reforçada pelos dados do IBGE que apresentam o Maranhão como o Estado com os piores indicadores sócio-econômicos, o que se deve, em grande parte, ao fato de os investimentos públicos terem se concentrado, desde os tempos coloniais, em torno da capital São Luís, de modo que as regiões mais distantes do poder estadual – Imperatriz dista mais 600 quilômetros da capital –, não obstante o forte crescimento populacional que as caracterizam, especialmente decorrente das imigrações, não recebiam do poder público estadual a devida atenção administrativa. 

Em aparte, o deputado Carlos Amorim ressaltou que o projeto de Lobão está assinado pela governadora Roseana Sarney e pelo senador João Alberto, além de mais de 30 senadores da República. 

Acrescentou, ainda, que o projeto do deputado federal Ribamar Alves tem mais de 273 deputados federais, dentre os quais 14 da bancada federal maranhense.

O projeto de Ribamar Alves foi anexado ao projeto do então deputado federal Sebastião Madeira e está sujeito a tramitação ordinária, contando com 243 assinaturas das quais 173 confirmadas pela Câmara dos Deputados. “A nossa luta pela criação do Estado do Maranhão do Sul não é a luta contra o Maranhão, mas em favor do estado e toda sua população”, disse Valéria Macedo. 

Segundo os deputados pedetistas, os projetos para autorização dos plebiscitos do Maranhão do Sul se encontram aptos a apreciação do plenário do Senado e da Câmara dos Deputados.

4 comentários:

NILTON SUMIU disse...

Maranhão do Sul: Nao Caia Nessa Labia! Tudo Ilusão Para Enganar o Eleitor
Por Nilton Sumiu
Ex-Deputado Davi Alves Silva (in memorian)
Açailândia - O projeto de criação do estado do Maranhão do Sul, foi feito pela primeira vez pelo ex-deputado federal Davi Alves Silva (in memorian), naquela época o povo sofrido do lado rico do Maranhão, região que sustenta e a cada dia deixa mas rico a velha oligarquia Sarney, sonhava muito para esse sonho se tornar realidade! Pura ilusão, apenas mais um projeto eleitoreiro para enganar o eleitor.


Tempos depois com a morte do ex-deputado Davi Alves Silva, aparece o ex-deputado federal e hoje prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira, que pegou carona no projeto de Davi Alves Silva, com mais uma historinha para enganar as “trouxas”, que tinha esperança que o projeto fosse sair do papel, mais uma vez o povo foi enganado, e de novo pura ilusão.

E toda época de eleição, do nada, aparece alguns oportunistas dizendo que vai propor novamente na câmara, um projeto para realização do plebiscito para ver se o povo aceita ou não a criação da nova unidade federativa.

Não se engane, tudo mentira para enganar você eleitor!

O que mais deixa agente revoltado é saber que esses políticos acham que o povo e “otário”, pois alguns políticos oportunistas estão mentindo discaradamente em toda parte do estado, querendo ser o pai da criança. Não caia nessa lábia, é tudo um bando de inescrupuloso de olho apenas no seu voto.

Não se iluda eleitores Maranhenses! Enquanto existir essa (OLIGARQUIA SARNEY), mandando no Maranhão, esse estado não será dividido! Por quer o Sul e Sudoeste do estado, é a região que sustenta a capital, e todas as mordomias das raposas velha da política do estado.

Blog do Marcelo Lira disse...

É a oficialização do "puxa-saquismo"...

Anônimo disse...

Home continue sumido, pois vc não fala nada positivo. Sai pra lá baixo astral! Queremos o Maranhão do Sul, não sei se é hoje ou amanhã, se vais ervir pra nós ou para nossos netos. Nada é eterno, nem os políticos aos quais vc se refere...Aqui no sul vamos sempre ser livres de São Luís, pode apostar!!!(Márcio Pereira Arraes)

Anônimo disse...

Os deputados estão certos, precisamos "acariciar" os caras lá de Brasília, com jeitinho eles que são muito vaidoso vão acabar aprovando o Ma. do Sul. Tem nada não se precisar babar esses caras pelo Maranhão do sul a gente baba. (Luluzinha)