segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O MARANHÃO DO SUL E AS LIÇÕES COM A DERROTA DE CARAJÁS E TAPAJÓS

É verdade, colega Jorge Vieira,  a derrota dos separatistas do Pará deve mesmo nos preocupar, mas também  nos trazer uma  lição. 
Não essa de que o fato do plebiscito ser em todo o estado nos poderá derrotar, mas a de que as coisas não podem ser feitas sem olhar todos os ângulos.
Acho que se eu fosse paraense e morasse em Belém talvez até fosse contra, pois o erro consistiu em deixar de fora da luta quem não era da parte a ser desmebrada e querer ficar com tudo, transformando o Pará em "Parazinho". 
Aqui é outra coisa, temos aliados na capital que compreendem a nossa histórica divisão política e cultural e portanto acham melhor mesmo separar. Quanto às riquezas, vamos deixar pra vocês ai da capital quase tudo, inclusive os investimentos econômicos, como em Bacabeira, o Porto do Itaqui, o gás de capinzal... Ficaremos aqui só com a Suzano, empreendimentos menores que estão surgindo aos borbotões e a força e a coragem de quem bebe a água do rio Tocantins...
Deixem-nos ser livres, só isso!  E verão como vamos construir um grande Maranhão do Sul.

6 comentários:

Anônimo disse...

Se algum dia houver aseparação no Maranhão,tenho uma noticia não muito boa para te dar,meu caro Josué.Aquele pessoal da ilha deixará de viver no mais pobre estado da federação.Mas voçes aí de Imperatriz e sdo Maranhão do Sul,continuarão a viver,por muitos e muitos anos,no estado mais pobre do Brasil.Força Josué.Espirito de Nelson Rodrigues.A vida como ela é.

Blog do Josué Moura disse...

Ok, "Espírito de Nelson Rodrigues", mas em continuando como está somos ricos, seremos um dia? Em que eles nos ajudam? Pelo visto vc não leu direito, não há nenhuma novidade na sua informação. Assim como foi com o Tocantins, será com o MA. do Sul, começaremos pobres, mas depois tudo vai melhorar...Te garanto uma coisa: pior do que está não fica! Pode voltar para as profundezas, sua alma penada!!!kkkkkkk!

Anônimo disse...

acho muito difícil conseguir a nossa emancipação, pois os senhores feudais, não querem dar liberdade aos escravos.

Mariana Rodrigues disse...

Tá bombando na net artigo da maranhense, Dra. Fátima Oliveira:
"O sonho da Sibéria maranhense, nas barrancas do Tocantins"

O TEMPO
http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdColunaEdicao=17246

GELEDÉS
http://www.geledes.org.br/em-debate/fatima-oliveira/12242-fatima-oliveira-o-sonho-da-siberia-maranhense-nas-barrancas-do-tocantins

LIMA COELHO
http://www.limacoelho.jor.br/vitrine/ler.php?id=6864

TÁ LUBRINANDO
http://talubrinandoescritoschapadadoarapari.blogspot.com/2011/12/o-sonho-da-siberia-maranhense-nas.html

VIOMUNDO
http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/fatima-oliveira-o-sonho-da-siberia-maranhense.html

--

Anônimo disse...

Perder faz parte do jogo democrático. Seria um absurdo se a votação fosse apenas na aŕea separatista, pois tal qual um lote a ser dividido entre irmãos, as consequẽncias da divisão atingirão a todos, então todos devem opinar.Esta questão deveria ser ponto pacífico. Acredito que Maranhão do Sul nascerá, pois não estamos cometendo os erros dos separatista do Pará. Nossas pretensões são mais modestas territorial e economicamente.A sede da nova Capital será nossa mais forte divergência. Mas isso é para depois.

Anônimo disse...

Creio que o dia da emancipação há de cheghar e com certerza com ele virá coisas boas!