quarta-feira, 13 de junho de 2012

O ASSASSINO DE DÉCIO SÁ, UM PERIGOSO MATADOR, TRAFICANTE E ESTELIONATÁRIO


Assassinatos, tráfico de drogas e estelionato, são algumas das acusações que pesam contra Jhonatan de sousa, o matador de Décio Sá.


"Leandro, antes, Jhonatan hoje
Identificado à época com o nome de Leandro da Silva Conceição, o principal acusado de ser o executor do jornalista e blogueiro Décio Leite de Sá, 42 anos, que foi preso já com a identidade de Jhonatan de Sousa Silva, é o responsável pelo assassinato de duas pessoas em Santa Inês, crime ocorrido no dia 12 de outubro de 2010, no Bairro Cotia Pelada. 


Ele executou com tiros na cabeça os homens Antônio Pereira Lima e Geraldo Araújo Pereira.
As vítimas são Antônio Pereira Lima e Geraldo Araújo Pereira. Foram mortos durante jogo de sinuca


O sinistro foi publicada na edição 549 do Jornal AGORA Santa Inês em outubro de 2010, sob a manchete “Homem mata dois na Cotia Pelada em Santa Inês na noite de terça-feira”.









PRESO EM 6 DE JUNHO por tráfico de drogas, em São Luís.

A reportagem foi exibida no dia 6 de junho, no JMTV 2ª edição. Identificado como Jonatas de Sousa Silva, o homem de 24 anos é apontado como o autor dos disparos que mataram o jornalista no dia 23 de abril, na capital.




A PRISÕES DO CASO DÉCIO

Ao todo, oito pessoas foram presas na operação "Detonando" deflagrada, na manhã desta quarta-feira (13), pela polícia do Maranhão. Dois empresários do Pará, um da cidade de Santa Inês, no Maranhão, dois assessores do empresário de Santa Inês, um subcomandante do Choque da Polícia Militar e Jhonatan de Sousa Silva, que seria assassino de Décio Sá seriam as sete pessoas presas.

Os empresários do Pará seriam do ramo de fornecimento de merenda escolar, e o outro, de Santa Inês, seria do ramo de revenda de bebidas, dono da representação da Cerpa.. O subcomandante da Polícia Militar teria emprestado a arma que foi usada para matar o jornalista, segundo as primeiras informações.

Os outros presos são das cidades de Santa Inês, Zé Doca e São Luís, no Maranhão.

Na operação, estão sendo empregados doze delegados e setenta policiais civis e homens do GTA. Os presos serão apresentados na Secretaria de Segurança Pública do Maranhão no início da tarde de hoje.

Um comentário:

Carloto Júnior disse...

São 8 ou 7 os presos Josué??? A matéria inicia falando em 8... Depois cita que são 7.....
Acho que são 7 presos... Confirme aí..

Abraço!

Carloto Júnior
Imperatriz - Maranhão