segunda-feira, 6 de maio de 2013

ADVOGADO MARCO AURÉLIO CRITICA LIMPEZA PÚBLICA DE IMPERATRIZ

O QUE FALTA PARA QUE IMPERATRIZ SEJA UMA CIDADE LIMPA E APRAZÍVEL? PERGUNTA O ADVOGADO.

 O advogado Marco Aurélio Gonzaga Santos, radicado em Imperatriz ha mais de 30 anos é um dos mais novos insatisfeitos com a administração do prefeito Sebastião Madeira (PSDB).
Marco Aurélio Gonzaga Santos
Em seu blog, o causídico, um dos membros do PDT imperatrizense, que juntamente com este jornalista - fomos os primeiros a nos manifestar - na aleição passada apoiou a reeleição do prefeito tucano, tece duras críticas a maneira como vemn sendo executada a limpeza pública de Imperatriz, afirmando categoricamente o que pode ser constatato por qualquer pessoa morador ou não de Imperatriz.  "A cidade está feia, maltrapilha e suja", diz Marco Aurélio.

Mato, terra e lixo, nas ruas de Imperatriz

Leia o artigo, na íntegra:

Nos momentos mais difíceis do prefeito Madeira eu sai na defesa dele e, por isso mesmo, sinto-me a vontade para cobrá-lo de público que limpe nossa cidade, que cuide dela como se a própria casa fosse. Deixe-a limpa, com jardim, igual o jardim da própria casa. Isso eu penso que é uma insatisfação generalizada em Imperatriz.
O Prefeito Edivaldo Holanda (PTC) de São Luis –  pelo menos isso –  vem fazendo com melhor qualidade do que Sebastião Madeira (PSDB). Hoje vivo entre as duas cidades e estou dizendo isso não por ouvir dizer, mas por andar pelas ruas e verificar a baixa qualidade da coleta do lixo em Imperatriz. A cidade está feia, maltrapilha e suja. 
 
São Luís, nota-se hoje a presença da limpeza pública

Dei-me ao trabalho de ver como a coleta é feita. A empresa responsável pela coleta faz uma “meia boca”, tira o grosso do lixo, não limpa, as ruas da cidade de Imperatriz são cheias de terra grossa e areias em alguns lugares e noutras de lixo mesmo.

Os meios fios não são pintados, o negócio está largado, limpeza mal feita e indigna da segunda cidade do estado do Maranhão. 
Esgoto, lama e mato...Uma triste cena...
Além de verificar in loco as ruas sujas e maltrapilhas procurei recentemente executivo da empresa Limpfort e indaguei dele qual seria o motivo de a limpeza de Imperatriz ser uma meia boca? Ele disse que a razão é financeira, ou seja, ele tinha um teto financeiro de cerca de 900 mil reais por mês estabelecido pela Prefeitura e, que, quando chega neste valor à empresa passa a racionar a limpeza para não passar da meta financeira. Aguarda-se então o novo mês e vai empurrando a limpeza com a barriga até chegar o mês seguinte para reiniciar.
 
Lixo entope as bocas dos esgotos...
Não entro no mérito da empresa, mas para mim não há justificativa séria para o prefeito não realizar uma boa limpeza da cidade. 
Vejam amigos que não estou falando das demais políticas sociais de (Educação, Saúde, etc.), estou pedindo pelo amor de Deus ao Prefeito Madeira para mudar imediatamente sua forma de limpar Imperatriz. 
Prefeito eu sei que a questão do lixo é um serviço caro, complexo, tem a questão do Aterro Sanitário que nunca foi enfrentado com profundidade e responsabilidade, mas sei que Imperatriz recebe recursos suficientes para que o senhor cuide melhor de nossa cidade. 
Se você tiver fazendo economia fiscal, pode ter certeza que se trata de uma economia burra e injustificável.
Peço-lhe, pois, encarecidamente que faça uma força tarefa, limpe a cidade toda, pinte os meios fios, limpe os córregos, faça uma campanha por uma cidade limpa e aprazível, mobilize a população para ajudar nisso.
E olha prefeito, não estou falando das outras políticas de saúde e educação, estou falando do básico do básico, do básico, do básico...

Um comentário:

Anônimo disse...

Falta a cidade ter prefeito. Esse que está aí e se diz o tal, não passa de um perseguidor e ditador. Hoje podemos dizer que quem estar no comando do município, é o governo do estado, tanto que o que diz prefeito de Imperatriz estar igual a papagaio de pirata, sempre atrás do picolé de chuchu e do Chiquinho.