segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

CALMA GENTE! DECISÃO SOBRE VICE DE FLÁVIO DINO SÓ A PARTIR DE MARÇO DE 2014

Apesar das matérias dos blogueiros a soldo do grupo governista que se multiplicam aqui na blogosfera, a maioria delas contrárias ou com o propósito de criar intrigas ou brigas entre a oposição sobre qual partido indicará o vice na chapa do líder das pesquisas ao governo do estado, Flávio Dino (PCdoB), essa decisão só deverá acontecer mesmo a partir de março do ano que vem. A informação, teria sido dada pelo próprio Flávio Dino ao jornal O Imparcial, edição desta segunda-feira, 09 de dezembro.

Diz o texto assinado pelo jornalista Diego Emir:

O destaque da entrevista era para ser o PDT, mas o pré-candidato ao governo Flávio Dino (PCdoB) em conversa com a reportagem de O Imparcial, voltou a falar sobre a participação dos tucanos em sua chapa em 2014. “Quero reiterar o meu convite ao PSDB é muito importante que o PSDB esteja conosco”, enfatizou. 

A frase do presidente da Embratur surge em meio a um turbilhão de indefinições quanto a composição de sua chapa majoritária, especialmente em se tratando da vaga de vice que é alvo de disputa intensa nos bastidores, entre o PDT e o PSDB. Lideranças dos dois partidos alertam que a declaração de apoio está condicionado ao espaço na disputa de vice-governador, uma vez que a vaga do Senado está praticamente fechada para o PSB, que irá indicar Roberto Rocha.

No inicio de novembro a deputada estadual Gardênia Castelo (PSDB) informou com exclusividade a nossa reportagem que Flávio Dino já teria oferecido ao partido espaço na chapa majoritária, mas que os tucanos ainda não tinham fechado qualquer decisão.

Essa postura é confirmada pelo presidente Carlos Brandão, que reiterada as vezes falou que agora a negociação será retomada apenas em 2014, pois “existem uma série de questões a serem avaliadas”, uma delas seria o palanque para Aécio Neves e como o PC do B retomou as negociações com o PT, os tucanos iriam esperar essa definição para voltarem a discutir apoios.

Flávio adota a postura de quanto mais, melhor. Por isso não entende que possa haver um choque com a entrada de PT e outros partidos em sua composição, inclusive ele não acredita que vá existir algum racha, após a montagem da chapa majoritária. “A questão de espaço será decidida entre nós com muita calma, um processo normal e democrático, entre os partidos, não vai haver imposição minha”, argumenta.
 
O presidente da Embratur marca para março o inicio das discussões, as quais devem ser encerradas somente no dia 30 de junho, prazo final para realização das convenções partidárias que vão definir as candidaturas para as vagas de presidente, governador, senador, deputado federal e estadual.

“Nós estamos conversando um calendário a partir de março para definição das chapas e coligações. O calendário eleitoral vai até o dia 30 de junho, temos esse prazo, até lá vamos conversando e fortalecendo o nosso movimento político”, conta.

Julião Amim, presidente do PDT, toma um tom mais ponderado na discussão da vaga e diz que o partido irá continuar “insistindo no cargo de vice-governador”, afinal “o melhor nome para vice quem pode indicar é o PDT, por sua história e pelo legado do ex-governador Jackson Lago”, explica. Ele ainda completa: “Nós vamos convencer que o melhor nome é o do PDT”.

Enquanto isso, Flávio deixa claro que “a participação do PSDB dependerá do próprio PSDB, que ainda não decidiu, eu estou fazendo o meu papel que é o convite ao PSDB”, conclui.

Um comentário:

Anônimo disse...

É caro amigo Josué, a oligarquia tá doida....pois sabe que a taca tá GARANTIDA.