Deputado federal Simplício Araújo (SDD)

Setores da imprensa maranhense ligados ao grupo Sarney criticaram, ontem, o deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade) por ter destinado uma emenda parlamentar, no valor de 250 mil reais, para pesquisas da Universidade Federal de São Paulo relacionadas ao tratamento do câncer de próstata.

“Estamos tratando, aqui, de uma universidade que é um dos centros de referência em auxílio a pacientes que sofrem deste mal, de uma instituição que tem em seus quadros os maiores profissionais da área de pesquisa e tratamento e que sofre com a ausência de verbas para prosseguir seus estudos”, reagiu Simplício. “É lamentável que, por conta da politicagem não se consiga enxergar a importância de uma emenda como essa, que, ao contrário do que disseram esses setores da mídia, poderá, inclusive, beneficiar muitos maranhenses que buscam a todo instante em São Paulo uma ajuda gratuita para o tratamento de câncer de próstata”, complementou.

Criticado por destinar a emenda para São Paulo em detrimento do Maranhão, Simplício Araújo disse que a sua iniciativa só tomou esse vulto todo em função da postura dura de opositor que exerce hoje ao grupo Sarney no Maranhão. “Destinei R$ 250 mil para ajudar a encontrar uma cura para o câncer, dando a minha parcela de contribuição para a pesquisa de brasileiros que lutam contra esse mal no país e o mundo veio abaixo. 

E olha que, acredito, trata-se de uma emenda muito mais importante, do ponto de vista social e humanitário, do que, por exemplo, a de 200 mil reais que o senador Edinho Lobão Filho destinou à estação Comandante Ferraz, no Polo Sul. Mas nem por isso o senador Edinho foi atacado”, concluiu Simplício. (Jornal Pequeno, título do blog)