sexta-feira, 20 de junho de 2014

A PERMANENCIA DO PDT NA OPOSIÇÃO SE DEVE MUITO À POSIÇÃO FIRME DE ALGUMAS LIDERANÇAS QUE NÃO ARREDARAM UM MILIMETRO DOS PRINCÍPIOS E DO LEGADO DE JACKSON LAGO

Finalmente, o maior partido de oposição ao grupo Sarney no Maranhão definiu o seu rumo. Como diz o velho ditado, "a casa está calma, com o povo dentro". 

 
Na noite da última quarta-feira,18,  o partido de Jackson Lago reafirmou o compromisso da legenda com a unidade da oposição e o apoio ao pré-candidato Flávio Dino (PCdoB), durante ato político que contou com a presença do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e do presidente nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Renato Rabelo. Além de selar apoio à Flávio Dino, o PDT também definiu que a convenção será realizada conjuntamente com a do PCdoB, no dia 29 de junho, a partir das 8h, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, em São Luís.

Tudo bem, mas a coisa não foi assim tão fácil ou apenas um ato decisório, monocrático, como  divulgam alguns. 
 
A pressão foi grande, por conta da questão nacional, devido ao fato de Flávio Dino ter o apoio de Aécio Neves(PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Sabemos da forte influencia que Sarney exerce sobre Dilma/Lula que por sua vez pressionava o comando pedetista nacional a impor que no Maranhão o PDT se juntasse a mais antiga oligarquia do país, inimiga histórica dos trabalhistas maranhenses que cassou através de um golpe judiciário e indiretamente até matou o ex-governador Jackson Lago.
O mérito do presidente Carlos  Lupi foi muito grande, por não ceder ao velho caudilhismo pedetista, por ter sido prudente ao ouvir o que pensava sobre isso as lideranças do Maranhão e decidir ao lado da maioria.  Com justiça temos que destacar o ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo, Chico Leitoa e o próprio presidente Julião Amim, que foram firmes,  não arredaram um milímetro da defesa dos princípios que até aqui nortearam o PDT, os princípios defendidos até a morte por Jackson Lago e que ajudaram a construir as condições para que a oposição maranhense hoje liderada por Flávio Dino chegasse a onde está. 
 
O PDT, que em 2006, liderado pelo ex-governador Jackson Lago saiu vitorioso do processo que derrotou Roseana Sarney nas urnas, foi a vanguarda, o ponta de lança, o quebra mar, o limpa trilhos da oposição e não poderia jamais retroceder.
“Nenhum povo consegue um bom futuro se não sabe de onde veio”, ressaltou o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ao parafrasear o líder político da legenda, Leonel Brizola, e confirmar que PDT permanecerá coerente com sua história de lutas, apoiando a candidatura de Flávio Dino. 
 
Parabéns presidente Lupi,  por não levar o PDT ao abismo. Eu, particularmente, sempre tive muitas reservas quanto a vossa senhoria, mas agora o senhor ganhou o meu respeito.

"Quem duvidava que o PDT estaria aqui?" disse o presidente estadual da legenda Julião Amim, ao pontuar que a decisão foi tomada de forma democrática e coletiva. 
 
Ainda bem, presidente Julião, senão nosso PDT ficaria como o PT do Maranhão, dividido e desmoralizado, pois as bases não seguiriam nenhuma decisão que nos colocasse como capachos da oligarquia. Parabéns pela sua postura, espero que o povo maranhense reconheça seu valor.
 
O pré-candidato a governador, Flávio Dino, destacou a força política do PDT e agradeceu todos os gestos da legenda pela manutenção da unidade do campo oposicionista. "Deixo minha mensagem de gratidão à militância do PDT", disse. 
 
"Esperamos que realmente Flávio Dino e demais integrantes da oposição reconheçam o gesto do PDT e que as querelas ou disputas partidárias por espaço nos municípios sejam tratadas fazendo valer o slogan que adotamos de "Partido do Maranhão", disse a esse jornalista a deputada estadual Valéria Macedo (PDT) que tem entre seus apoiadores na região tocantina vários diretórios ou comissões provisórias do PC do B.

Convenções

Três partidos que integram o projeto da oposição maranhense realizam as convenções estaduais neste final de semana. A programação dos eventos tem início na sexta-feira (20) com o ato do Solidariedade (SD), em Pedreiras, às 18h, no clube Estação Cidade.

No sábado (21), será a vez do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), no Vanguard, em Bacabal, a partir das 8h. O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) realiza a convenção em Imperatriz, no domingo (22), para oficializar as candidaturas a deputados estaduais e federais.

Durante os atos, as legendas devem reafirmar o apoio ao pré-candidato a governador, Flávio Dino (PCdoB), para vice-governador, Carlos Brandão (PSDB) e a senador, Roberto Rocha (PSB). No último sábado (14), o PP, sigla que integra o Partido do Maranhão, confirmou o apoio à chapa majoritária e definiu os nomes de 23 candidatos a deputados estaduais e três federais para as eleições de outubro, entre eles o de Waldir Maranhão, presidente estadual do partido e candidato à reeleição.

Nenhum comentário: