terça-feira, 24 de junho de 2014

"INELEGÍVEIS DE 2014": 513 POLÍTICOS DO MARANHÃO ESTÃO NA LISTA DIVULGADA HOJE PELO TCU E ENTREGUE AO TSE




ENTRE OS NOMES DA REGIÃO TOCANTINA ESTÃO OS EX-PREFEITOS ILDON MARQUES DE SOUZA, JOMAR FERNANDES PEREIRA FILHO (IMPERATRIZ) DEUSDETH SAMPAIO (AÇAILÂNDIA) E EMILIANO MENEZES DE SANTANA (JOÃO LISBOA).

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou nesta terça-feira (24) que 6.603 administradores públicos tiveram contas julgadas irregulares nos últimos oito anos e podem se tornar inelegíveis em 2014. A análise se refere a prestação de contas de ministros, governadores, prefeitos, secretários estaduais e municipais, diretores de autarquias e servidores públicos. O presidente do TCU, ministro Augusto Nardes, entregou uma lista com esses nomes ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Antônio Dias Toffoli.

A lista, por estado, pode ser consultada aqui. Os nomes dos maranhenses aparecem a partir da página 128 até a página 168.
Ildon Marques, na lista suja do TCU...
Entre os nomes da região tocantina constam os ex-prefeitos Ildon Marques de Souza, Jomar Fernandes Pereira Filho (Imperatriz), Deusdeth Sampaio (Açailândia), Emiliano Menezes (João Lisboa), entre outros. 
Após concluir a lista, o TCU encaminha os nomes à Justiça Eleitoral. O levantamento servirá como subsídio para a Justiça Eleitoral verificar se um candidato pode ou não ser considerado inelegível nas eleições de outubro. A análise será feita caso a caso, com base em critérios do TSE.

Não é possível solicitar a exclusão de um nome da lista de contas irregulares do Tribunal de Contas da União. No entanto, o nome pode sair da lista caso haja uma medida liminar judicial.

Total de condenações do TCU por unidade da federação:

Acre: 119
Alagoas: 137
Amazonas: 203
Amapá: 145
Bahia: 439
Ceará: 205
Distrito Federal: 729
Espírito Santo: 106
Goiás: 209
Maranhão: 513
Minas Gerais: 467
Mato Grosso do Sul: 102
Mato Grosso: 212
Pará: 305
Paraíba: 211
Pernambuco: 326
Piauí: 194
Paraná: 197
Rio de Janeiro: 399
Rio Grande do Norte: 196
Rondônia: 156
Roraima: 97
Rio Grande do Sul: 127
Santa Catarina: 102
Sergipe: 191
São Paulo: 485
Tocantins: 138 
 (Informações G1/TCU, editada pelo blog).

Nenhum comentário: