quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Serra é agredido por militante petista no Rio de Janeiro

Fábio Brisolla - O Globo; Valor Online

RIO - O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, foi agredido na tarde desta quarta-feira quando fazia uma caminhada pelo calçadão de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Militantes do PT confrontaram com bandeiras a comitiva do tucano, gerando muito empurra-empurra. De acordo com o deputado federal Fernando Gabeira (PV), o presidenciável chegou a ser ferido na cabeça.

Segundo o pastor Maurício Teixeira, que estava ao lado de Serra no momento de maior conflito, um militante petista atirou uma bobina de adesivos de papel, que acertou a cabeça do candidato. No meio da confusão, o tucano comentou rapidamente o episódio.

- O PT tem tropa de choque. Não sei o que foi previsto, mas eles fazem isso no piloto automático - disse Serra, que estava visivelmente tenso.

- Esse é o estilo deles. É o estilo das tropas de assalto dos nazistas. Um comportamento muito típico de movimentos fascistas - completou.

O empurra-empurra entre os militantes tucanos e petistas começou na metade final da caminhada, depois que os cabos eleitorais do PT passaram a xingar Serra. No meio da confusão entre as militâncias, o objeto teria sido lançado na cabeça do presidenciável. Comerciantes fecharam as lojas com medo da briga.

Serra chegou a entrar na van de sua campanha após o incidente, mas o veículo parou poucos metros depois, quando o candidato desembarcou para seguir com a caminhada. O tucano passava a mão na cabeça, mas não havia sinal de sangramento. Após caminhar por 100 metros, Serra entrou novamente na van e foi embora.

Mais tarde, o candidato foi examinado pelo oncologista Jacob Kligerman na clínica Sorocaba, em Botafogo. O médico não identificou nenhum tipo de ferimento ou sequela, mas determinou que o candidato suspendesse o restante de sua agenda. 

A assessoria de Serra ainda não confirmou oficialmente o cancelamento da visita às obras do Maracanã prevista para a tarde desta quarta-feira, nem o encontro com a militância do PSDB no restaurante Porcão Rio´s, na Zona Sul da cidade. Após a consulta Serra seguiu para o hospital Samaritano, em Botafogo, onde fez uma tomografia e passou por um outro exame.

4 comentários:

Edvaldo dos Santos Ferreira disse...

Caro Blogueiro,
Não voto no Serra, mas esse comportamento- mesmo sem saber de que lado está o autor- é lamentável num país democrático como o Brasil.
Edvaldo Ferreira
Brasília

RicardoAlmeida disse...

Convenhamos, isso pode ser feito por qualquer pessoa para dizer que foi o adversário do Serra...

Esse filme inclusive já vi.

Qdo na eleição Lula contra Collor, colocaram uma camiseta num sequestrador, qdo preso, pelo sequestro do Abilio Diniz. Isso só foi esclarecido meses depois da eleição.

Então... devagar com o andor que o santo é de barro.

Ricardo Almeida

Antonio Aguiar disse...

Assim agem os PeTralhas,criando tumultos, foi assim em Fortaleza-CE (felizmente sem vitímas), principalmente quando vêem os seus planos de elegerem a Dilma fracassar.

Joel disse...

Ele deveria ter registrado um B.O, e feito um exame de corpo delito.
Ao contrario,foi procurar um medico amigo.