quarta-feira, 6 de abril de 2011

Valéria Macedo pede Delegacia da Mulher para Grajaú e Corpo de Bombeiros para Açailandia


Valéria com lideranças de Grajaú, em destaque Padre Jorge

Através de duas indicações na sessão desta segunda-feira, 04, na Assembléia Legislativa a deputada estadual Valéria Macedo (PDT), reivindicou à governadora Roseana Sarney que adote as medidas legais e administrativas necessárias, para a realização ainda neste exercício financeiro de 2011 e, com a maior brevidade possível, para a implantação de uma Delegacia Especial da Mulher no Município de Grajaú, e um Grupamento do Corpo de Bombeiros em Açailandia, ambos os municípios localizados na região sul do Estado.

Segundo Valéria, na última década, o contingente populacional e, consequentemente, o processo de aceleração da urbanização do Município de Grajaú cresceu muito, como mostra o último censo, sendo esse crescimento resultado da conjunção de vários fatores dentre os quais se podem destacar principalmente o econômico: a implantação do pólo gesseiro; o desenvolvimento do agro-negócio das carvoeiras que abastecem o pólo siderúrgico de Açailândia, dentre outros, trazendo em seu bojo os problemas sociais.

“Junto a esse desenvolvimento econômico vieram os problemas sociais e com eles a vulnerabilidade social de famílias, idosos, jovens, mulheres, trabalhadores, etc.”, justifica a deputada, argumentando ainda que implantação de uma delegacia especializada em Grajaú beneficiará diretamente uma população estimada em 56.633 habitantes, segundo dados do IBGE.

Para a parlamentar pedetista, nesse contexto, indivíduos e grupos sentem-se desprotegidos, o que se faz necessário a implementação de políticas públicas que garantam direitos constitucionais adquiridos e proteção social por parte do Estado.

“No que se refere especificamente às mulheres, em Grajaú, bem como em toda a região, cresceram consideravelmente as agressões, tanto psicológicas quanto físicas. Quando ocorrem tais agressões, as mulheres não sabem a quem recorrer. Algumas se sentem inseguras e às vezes quando são ameaçadas ou mesmo agredidas, não denunciam as violências sofridas principalmente porque não tem a certeza de que o conflito será resolvido de forma eficiente e seguro. Outras, quando o fazem vão à delegacia local, mas, infelizmente, por não se tratar de uma especializada, seus problemas não são bem encaminhados e solucionados, pois não encontram alguém que as possa ouví-las e resolver a contento sua situação”, Denuncia Valéria.

Em seu pedido Valéria informa ainda que a delegacia servirá não somente ao município de Grajaú mas a todos os municípios vizinhos como Sitio Novo, Arame, Formosa da Serra Negra, Itaipava do Grajáu e muitos outros.

Corpo de Bombeiros em Açailandia

Em seu pedido de um Grupamento do Corpo de Bombeiros para Açailandia Valéria Ressalte-se que a implantação da referida Unidade tornou-se imperiosa naquele município, por sua importância sócio-econômica e geográfica adquirida nos últimos vinte anos, o que beneficiará, diretamente, uma população estimada segundo o IBGE em 104.013 habitantes, no sentido de assegurar o pronto atendimento às diversas situações de urgência e emergência decorrente do dia-a-dia, visto que a unidade mais próxima, que fica em Imperatriz, demora muito para atender às ocorrências.

“Açailândia possui aproximadamente, setecentos e cinqüenta estabelecimentos comerciais em todos os níveis econômicos no tocante a comércio, indústria, agricultura, pecuária, possuindo, também, um dos maiores rebanhos bovinos do Maranhão, inclusive, além da existência de frigoríficos e fábricas de laticínios, trata-se de uma cidade que possui quase cinqüenta bairros, segundo levantamento recente. É servido de sete agências bancárias, sendo quatro delas de instituições financeiras federais como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste. Tudo isso, caracteriza Açailândia como uma cidade de grande porte neste Estado, justificando desta forma, a necessidade de implantação de um Grupamento do Corpo de Bombeiros naquele município para garantir principalmente assistência e segurança àquela população”, justificou Valéria Macedo, demonstrando bastante conhecimento da situação econômica de Açailandia.

O pedido da parlamentar pedetista foi bastante substanciado com dados e informações, atentando que Açailândia é um dos municípios maranhenses que mais crescem no Estado. De acordo com dados do IBGE, o município encontra-se entre os 500 maiores do Brasil, incluindo-se aí as capitais, consolidando-se como uma das maiores economias do Brasil e uma das maiores do Estado do Maranhão.

“Sabe-se, também, que aquele relevante município tem como uma das principais fontes de economia a exportação de ferro gusa, gerado por cinco indústrias siderúrgicas instaladas no Distrito Industrial do Pequiá, constituindo-se, dessa forma, num dos maiores pólos guzeiros do norte e nordeste, tornando-se, por esse motivo, o terceiro maior arrecadador de ICMS entre os 217 municípios maranhenses”, finalizou Valéria, afirmando que espera no menor tempo possível uma resposta para essas reivindicações que segundo ela não são apenas suas mais da população daquela região.

Nenhum comentário: