quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Imperatriz retoma atendimento a pacientes do SUS de outros municípios

Prefeito Madeira e a secretária de Saúde, Dra. Conceição
O município de Imperatriz voltou a atender a partir de hoje, quarta-feira (10), em sua rede de saúde, os pacientes referenciados pelos municípios que integram a macrorregional de saúde, cujo atendimento de procedimentos eletivos estava suspenso desde o dia 1º de julho. A decisão foi adotada durante reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), ocorrida nessa terça-feira (9), no auditório da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Presidida pelo secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad, a reunião contou com a participação do prefeito Sebastião Madeira, dos deputados estaduais Antônio Pereira, Dr. Pádua, Valéria Macêdo e Carlinhos Amorim, além de gestores municipais e técnicos da saúde. No encontro, foi definido que o atendimento de pacientes externos na rede municipal de Imperatriz só acontecerá mediante a apresentação da ficha de referência emitida pelo município de origem, documento de encaminhamento oficial cuja aplicação já havia sido aprovada pela CIB este ano. Conforme Resolução da CIB, a ficha deve conter o laudo médico, com a assinatura do responsável pela unidade de saúde ou do gestor municipal.

Também ficou acertado que os gestores dos 42 municípios da macrorregional e de Imperatriz deverão se reunir nos próximos dias para apresentar o balanço de todos os procedimentos referenciados realizados em 2011, de acordo com a Programação Pactuada Integrada (PPI) vigente no estado. O trabalho, segundo determinou o secretário Ricardo Murad, terá o acompanhamento do Estado, por meio da unidade regional de Imperatriz.

“Daremos todo o apoio para esses municípios apresentarem seus balanços. Em seguida, poderemos marcar uma reunião em Imperatriz para chegarmos a um entendimento e montarmos, de forma emergencial, uma central de regulação dentro de Imperatriz para organizar o atendimento pactuado entre os municípios”, explicou o secretário.

O superintendente de Controle, Avaliação, Regulação e Auditoria da Secretaria de Saúde de Imperatriz, Irisnaldo Félix da Silva, apresentou levantamento de todas as receitas e gastos realizados pelo município nos últimos três anos, que segundo ele geraram uma dívida de R$ 16 milhões. Segundo o prefeito Sebastião Madeira, a situação era caótica e, por isso, a decisão de suspender o atendimento aos pacientes dos municípios vizinhos.

“O atendimento será normalizado em Imperatriz, desde que os municípios obedeçam ao protocolo. A decisão, com certeza, foi positiva e só temos a agradecer ao secretário Ricardo Murad, que nos atendeu com a maior presteza com o objetivo de solucionarmos, juntos, a situação dramática em que se encontrava a saúde do nosso município”, destacou Madeira. (Lucienne Santos-Secom)

Nenhum comentário: