segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Brasil: Nós vs. os EUA

A presidente Dilma está considerando o impensável -- unindo-se aos EUA e outros grandes poluidores nas negociações climáticas em Durban. Temos de trazê-la de volta ao bom senso antes que seja tarde demais.

Europa e os campeões do clima versus os EUA e grandes poluidores em Durban. O destino do planeta está em perigo. Sabemos qual deve ser o lado do Brasil, mas Dilma está hesitando, e seu governo até mesmo disse, surpreendentemente, que não deveria existir nenhuma ação a respeito do clima nos próximos 8 anos -- repetindo a posição irresponsável dos EUA!

Precisamos urgentemente encher a caixa de entrada de email, a página do Twitter e Orkut da Dilma com nosso pedido para que ela não apoie os EUA, e se posicione a favor do planeta, do hemisfério sul, e do povo brasileiro na luta por ação contra as mudanças climáticas.

 O Brasil hospedou a primeira Conferência da Terra, no Rio de Janeiro, há quase 20 anos e lançou as negociações climáticas que nos trouxeram o Protocolo de Kyoto e nos levaram ao encontro que está acontecendo nesse momento em Durban, África do Sul. Pediram ao Lula para abrir a última maior conferência climática, e na ocasião ele foi proclamado um líder e herói climático internacional.

Mas Dilma não manteve essa função importante do Brasil -- apoiando um projeto de construção de uma usina hidrelétrica massivamente destrutiva, a usina Belo Monte, e permitindo mudanças no nosso código florestal que enfraquecem o progresso que temos feito em relação ao meio ambiente. Enquanto isso, nas negociações internacionais, o Brasil está ficando do lado de países como EUA, Índia e Arábia Saudita em questões importantes. Esses países tentam bloquear o progresso e evitar as metas para reduzir a poluição.

Dilma não pode ignorar o pedido de milhares de brasileiros que se importam com o futuro do clima para todos nós. Vamos mostrá-la que uma aliança mortal com os EUA e outros grandes poluidores não será tolerada -- junte-se ao chamado para trazer o Brasil de volta à sua posição de herói climático:

http://www.avaaz.org/po/brazil_save_durban/?vl


Tudo está em jogo durante essas negociações climáticas e não podemos permitir que essa seja a razão pela qual todos os líderes mundiais falhem ao proteger nosso futuro. Nossas vozes já mudaram a face da política brasileira uma vez, e podemos fazer isso de novo -- mas dessa vez mudando o futuro do planeta inteiro.

Com esperança,

Emma, Ricken, Diego, Laura, Ian, Allison, Caroline e o restante da equipe da Avaaz

Mais informações:

Durban: 6 mil protestam durante a Conferência do Clima (Terra)
http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5501480-EI19408,00-Durban+mil+protestam+durante+a+Conferencia+do+Clima.html


ONU vê possibilidade de acordo com pessimismo (Último Segundo)
http://ultimosegundo.ig.com.br/cop/onu-ve-possibilidade-de-acordo-com-pessimismo/n1597387755852.html


Na COP-17, Brasil vira motivo de discussão por aprovar mudança no Código Florestal (Rede Brasil Atual)
http://www.redebrasilatual.com.br/temas/ambiente/2011/11/na-cop-17-brasil-torna-se-motivo-de-discussao-por-tentar-aprovar-novas-leis-ambientais


Brasil leva prêmio “Fóssil do Dia” na COP17 por Código Florestal (Revista Exame)
http://exame.abril.com.br/economia/meio-ambiente-e-energia/noticias/brasil-leva-premio-fossil-do-dia-na-cop17-por-discurso-sobre-codigo-florestal


O Brasil não pode nadar contra a corrente (em inglês) (IPS)
http://www.ipsnews.net/news.asp?idnews=105991


Conferência climática inicia em meio a táticas de esquiva dos grandes emissores (em inglês) (BBC)
http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-15894948

---------------------------------------------------------------------------------------------
A Avaaz é uma rede de campanhas globais de 10 milhões de pessoas que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas internacionais. ("Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a nossa equipe está espalhada em 13 países de 4 continentes, operando em 14 línguas. Saiba mais sobre as nossas campanhas aqui, nos siga no Facebook ou Twitter.

Um comentário:

Lídio Emanuel, Jornalista disse...

Acesse agora mesmo:
http://lidioalmeida1.blogspot.com/
www.revistanortenordeste.com.br