quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

São João do Paraíso começa 2012 com prefeito e prefeita

A Vereadora Eva Caju procurou o secretário João Alberto de Souza para se apresentar como nova “prefeita”


Edelmi e Eva, quem é o prefeito?
Com base em uma decisão bastante questionável da vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria dos Remédios Buna Magalhães, a presidente da Câmara de Vereadores de João do Paraíso, Evaires Martins do Vale, a Eva Caju (PMDB), realizou segunda-feira, 2 eleição indireta, da qual só participaram os colegas de Parlamento, e se declarou prefeita da cidade. Já pediu até aos bancos o bloqueio das contas do município.

Eva Caju procurou nesta terça-feira (3) o secretário João Alberto de Souza (Projetos Especiais) para se apresentar como nova “prefeita” da cidade. “Isso é uma loucura, não existe”, teria reagido o senador licenciado e presidente do PMDB do Maranhão.

O prefeito de fato da cidade, Edelmi Aguiar, o Edelmi Areno (PRTB), está em São Luís e ainda na terça tentava ser recebido por João Alberto. Seus advogados estão recorrendo da decisão da desembargadora. Eles alegam que Eva Caju apresentou uma emenda falsa à Lei Orgânica do Município permitindo a eleição indireta. Com isso, teria conseguido convencer a vice-presidente do TJ de sua tese.

No último dia 29 de dezembro a desembargadora revogou decisão do juiz de Porto Franco, Armindo Nascimento, que indeferiu o pedido feito pela então presidente da Câmara e hoje “prefeita”. Com ascensão dela ao Executivo, o novo presidente da Casa é Sebastião Rocha dos Santos, o Dão, que também já foi prefeito interino do município (fim da matéria).

"Boca Quente"
Meu comentário:
A situação política institucional do município de São João do Paraíso virou uma piada. Tudo desandou despois da chegada ao poder do Corrupto Antonio Galdino, o tristemente famoso "Boca Quente".

Afastado várias vezes, preso pela PF, depois cassado, Boca Quente provocou o caos naquele pobre município. Não pagou funcionários, desativou completamente os serviços básicos, como Educação e Saúde gerando inclusive uma grande revolta popular causando até um incêndio na sede da prefeitura.

Depois dele, Eva Caju agora é terceira a  ocupar a cadeira de prefeito, graças a uma eleição indireta realizada pela Câmara municipal. A situação talvez não se resolva, pois outros pretendentes ao cargo ainda resistem na justiça e buscam apadrinhamentos com argumentos diversos.

Para mim falta vontade,  tanto da Justiça, como da governadora Roseana Sarney em salvar a população de São João do Paraíso dessa situação catastrófica. Bastava fazer como fez Edison Lobão quando era governador  e a própria Roseana em situações anteriores, no caso  em Montes Altos e Imperatriz, respectivamente. 

A inércia da governadora nessa questão se dá por motivos políticos, já que alguns dos que fazem guerra pelo comando do município são aliados seus, a começar pelo corrupto Boca Quente, que também tem o apoio do deputado estadual Antonio Pereira (DEM).

Mas, perguntar não ofende: Por que todos que assumem vão imediatmente pedir a proteção do senador João Alberto?

Longe de mim afirmar, mas dizem que é porque o senador lincenciado é um homem de grande influência na Justiça estadual. Então é assim?

Não sei, o espaço está aberto para quem quiser se pronunciar sobre o assunto...

3 comentários:

Adriana disse...

Deve ser né Josué por ter ficdo no poder por tanto tempo. Agora juntando ai os trâs: Boca, Edemi e Eva e trocar 6 por meia duzia. Tudo farinha do mesmo saco. É esperar que o povo de São João do Paraiso na sproximas eleições votem pensando num bem comum e não bolso de cada um.

Anônimo disse...

eu marina da qui de salinas estou aqui em sao joao do paraiso ;e vai comeca hoje estou muito anciosa pra hoje a noite vai ser o maximo;;;

Anônimo disse...

Wilson Ferreira Leit, moro em São Luis Gonzaga ma. Eu não sabia que tinha um primo tão escorregadio assis. rebeldesolitario.blogspot.com