terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Casal leva mais de vinte tiros e continua vivo contando a história

O atentado de que foi vítima Almir Resplandes e sua mulher é digno de ir para o livro dos recordes pela sua periculosidade e o fato de estarem vivos.

Dizem que uma das estratégias utilizadas pelos criminosos quando pretendem eliminar uma pessoa é antes disso destruí-lo moralmente diante da sociedade para que o crime depois seja aos poucos aceito como normal, “acerto de contas”, dando vazão a velha máxima de que “quem planta colhe”, ou “olho por olho, dente por dente...”

Nesse contexto, antes da eliminação do ex-prefeito de São José dos Basílios,Chico Riograndense, foi distribuída inicialmente num povoado de São José dos Basílios, uma carta anônima que denunciava o líder político como mandante das mortes de várias pessoas na região. Entre estas, duas pessoas que foram vítimas de um violento atentado, o Vaqueiro Almir Resplandes e sua mulher, de nome Iracema. Ambos escaparam milagrosamente depois de receberem juntos 26 tiros de pistola.

O fato se deu dia 01 de maio de 2009, quando os dois saiam de moto na porteira da fazenda onde trabalhavam, próximo à cidade de Dom Pedro.
  
Nossa reportagem procurou Almir, que tranquilamente estava em sua casa tirando uma soneca após o almoço e nos contou o calvário que ele e a mulher passaram, mas sobre a denúncia de que o mandante do atentado teria sido Chico Riograndense, Almir foi enfático em afirmar que nunca o acusou e refutou até a história de que  antes teria tido um entrevero com um dos filhos do ex-prefeito.

“Surgiu essa história, mas eu nunca o acusei, também nunca tive nenhum desentendimento com nenhum dos filhos dele”, disse Almir, enfatizando que espera que a polícia esclareça urgentemente o crime.

“Espero que a polícia esclareça esse caso o mais rápido possível, para que não paire dúvidas e nenhum inocente seja penalizado”, disse Almir.

Indagado se então creditava o fato a uma outra coisa qualquer que alguém tivesse contra ele, Almir disse que não sabia, pois não tinha inimigos.

Um caso digno de ir para Guines Book

O atentado de que foi vítima Almir Resplandes e sua mulher é digno de ir para o livro dos recordes pela sua periculosidade e o fato de estarem vivos ainda contando a história. Ele não teve nenhuma sequela, mas ela ficou com o braço esquerdo paralisado.

Almir levou 12 tiros, distribuídos da seguinte forma pelo seu corpo: 7 tiros nas costas, 1 no braço, 1 no peito, 2 nas nádegas e 1 na perna. A esposa levou 14 tiros, sendo: 5 no braço, 5 próximos  ao coração, 2 próximos ao umbigo e 2 próximos à virilha.

Quando saía da fazenda Almir e a mulher foram abordados por dois homens numa motocicleta, atingido caiu e rolou por uma ribanceira, próximo de uma lagoa ou açude, sendo em seguida atingido por mais tiros, enquanto sua companheira também era alvejada várias vezes. Tiveram sorte que foram socorridos por um médico de Coroatá que passava pela estrada próxima.

“Fui quase caminhando amparado até o carro, mas já não estava mais enxergando nada. Minha mulher estava acordada, apenas chorava bastante...” relatou Almir, contando que passou apenas 18 dias internado, mas a esposa ficou 5 meses sofrendo numa cama de hospital. 

2 comentários:

Anônimo disse...

ESSE ATENTADO QUE FIZERAM COMTRA O ALMIR E HOJE ELE E A ESPOSA ESTAO CONTANDO O QUE ELES DEVERIAM FAZER ERA PEGAR O MANDANTE E CORTAR AS ARTICULAÇÕES UMA POR UMA ATÉ CHEGAR NO PESCOÇO DEPOIS ENTERRAR O RESTO DE CU PRA CIMA PRA OS ABUTRES COMEREM

Anônimo disse...

dizem q sera o proximo a morrer ja q as mortes estao todas ligada uma a outra de mando pela familia riograndense peixoto e macedo