quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Mulher mata amante do marido em bar na Avenida Industrial, completando o 18º homicídio do ano em Imperatriz

Se não bastassem os 17 homicídios registrados em janeiro, o primeiro dia de fevereiro já registrou um assassinato, fato ocorrido na madrugada dessa quarta-feira (1º), no bairro Santa Rita. A vítima foi Maria Eliete Silva Gonçalves, 22 anos, que recebeu quatro facadas, foi socorrida e morreu ao dar entrada no Hospital Municipal de Imperatriz.

Maria Eliete Silva Gonçalves foi esfaqueada quando se encontrava no Sport Bar, localizado na Avenida Industrial, no bairro Santa Rita.

A acusada do crime é uma outra mulher, que seria esposa de um homem que estava bebendo com a vítima. Segundo informações de testemunhas, Eliete tinha um caso amoroso com esse homem, o que teria motivado o crime.

O corpo de Maria Eliete Silva Gonçalves foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), de onde foi liberado para familiares após a necrópsia.

Ontem, por todo o dia, policiais da delegacia do 2º Distrito realizaram investigações na tentativa de prender a acusada do crime, cujo nome ainda não havia sido divulgado e que se encontra foragida. O homem que se encontrava com Maria Eliete não teve o seu nome divulgado, assim como o da sua esposa, a acusado do assassinato. (Do jornal O progresso).

Um comentário:

Anônimo disse...

A milher acusda de matar Maria Eliete da Silva Gonçalves,foi a delegacia mas não foi presa, continua livre como se nunca tivesse matado ninguem.Essa mulher comete um crime violento como foi o de Maria Eliete,e fica livre para matar outras mulhres.Maria Eliete não foi a primeira vitima dessa mulher.A policia precisa se empenhar nesse caso,a morte dessa jovem de apenas 22 anos e que deixou dois filhos menores de 3 e 4 anos de idade.E Justo essas crianças perderem a mãe,e a pessoa que tirou a vida da nãe delas fique livre.