sexta-feira, 30 de março de 2012

O termo “petralha”, vai para o dicionário


 Desde quando o escândalo do mensalão ganhou espaço na mídia, o jornalista Reinaldo Azevedo passou a usar a palavra “petralha” para se referir aos políticos e simpatizantes do PT que estivessem envolvidos em casos de corrupção. Ele também escreveu o livro O País dos Petralhas (Editora Record), em 2008.

Reinaldo Azevêdo, autor do termo 'Petralha'
“Que ou pessoa que, sem nenhum escrúpulo, não vacila em cometer todo e qualquer ato marginal à lei, como usurpar, mentir, extorquir, ameaçar, chantagear, roubar, corromper, ou que defende com ardor ladrões, corruptos, usurpadores, mentirosos, cínicos, extorsionários, chantagistas, etc. que, porém, posam de gente honesta e defensores intransigentes da ética ”. Essa é primeira explicação da palavra “petralha” dada pelo Grande Dicionário Sacconi em sua mais nova edição.
 Além de atualizar o termo, que já estava disponível quando a publicação foi lançada em janeiro deste ano, a versão mais atual do dicionário informa que o surgimento do termo aconteceu graças ao trabalho do colunista Reinaldo Azevedo, da Veja.com. Desde quando o escândalo do mensalão ganhou espaço na mídia, o jornalista passou a usar a palavra “petralha” para se referir aos políticos e simpatizantes do PT que estivessem envolvidos em casos de corrupção. Ele também escreveu o livro O País dos Petralhas (Editora Record), em 2008.

Para creditar a criação da palavra ao jornalista da Veja, o Dicionário Sacconi publica que Azevedo fez a junção de “petista” – em referência aos integrantes inescrupulosos da legenda – com “Irmãos Metralha” – gêmeos (criminosos e atrapalhados) que estão presentes em histórias em quadrinhos e animações produzidas pela Disney. O dicionário cita, além dos créditos ao surgimento do neologismo, que existem as categorias “jornalista petralha” e “jornaleco petralha”.

Com a atualização do termo no dicionário, Azevedo elogiou o idealizador da obra, o professor Luiz Antônio Sacconi. “O professor teve a gentileza de dar a autoria do vocábulo. A obra é excelente. Um dicionário não pode registrar todos os neologismos e gírias que surgem por aí. Mas o dicionarista competente tem de ter a sensibilidade de identificar as palavras que vão ficar, que serão incorporadas à língua”, publicou o jornalista em seu blog. A declaração foi postada na manhã dessa quarta-feira, 28. (da Redação do site Comunique-se)

2 comentários:

Anônimo disse...

Boa Moura. Por mais que o dicionarista se esforçarse ele conseguiriria detalhar o verbete acima. Faltou acrescentar que estes embusteiros têm mania de se acobertar sob manto da Igreja passando-se por bonzinhos. Cometem os maiores pecados e travestem de papa-óstias para perpetrarem suas maldades. O Curto governo petista de nossa cidade foi uma pequena demonstração . Petralha é tudo isto e muito mais . Daí o motivo porque o PT de Imperatriz apela para pessoas inespressivas para como candidatos em nossa cidade. XÔ PETRALHAS !!!

Anônimo disse...

Josué,eu estou te desconhecendo.O teu blog não deveria estar publicando notícias como esta,onde se fala a verdade sobre os petistas,esquerdistas,e corruptos em geral.Não esquela a sua origem de esquerdista,e que sempre apoiou todos estes partidos de esquerda,inclusive ainda hoje filiado ao PDT do não saudoso Brizolla.Não esqueça que em 1962,segundo o Francisco Julião,oBrizolla recebeu US$1.000.000,00 para investir na movimentação do golpe da esquerda para derrubar o Jango,mas como foi muito despreparado e desonesto,permitiu que o GOLPE fosse dado pelos direitistas,que derrubaram o Jango.O dinheiro em questão foi dado pelo democrata Fidel Castro,que até hoje xinga o Brizolla por mais este desvio,feito pela equerda brasileira.Jango e Darcy Ribeiro,já no auto exilio ,no Uruguai,não esqueciam de xingar o Brizolla de hora em hora,pelas suas maracutaias e desonestidades.Se estou te ofendendo ,desculpe-me,mas o seu idolo politoco era uma pessoa de alta periculosidade.TODOS OS ESQUERDISTAS SÃO DESONESTOS,POR PRINCIPIO ,E POR TESE.seu amigo