sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

TORTURADO E ENTERRADO VIVO!

POLÍCIA INVESTIGA ASSASSINATO BÁRBARO DE UM VEREADOR NO PIAUÍ



Teresina, PI - Os policiais lotados no Grupo de Repressão ao Crime Organizado - Greco, que estão trabalho nas investigações em torno da morte do ex-vereador Emídio Reis da Costa, 51 anos, não tem dúvidas de que a vítima foi torturada antes de morrer e não descartam a possibilidade do ex-vereador ter sido enterrado vivo, como informa a reportagem do jornal Diário do Povo desta sexta-feira (08/02). Diante desses fatos, eles trabalham agora para identificar o motivo do crime.


Ex- Vereador Emídio foi enterrado ainda vivo

Segundo um policial, cujo nome pediu para não ser revelado, a polícia trabalha com a hipótese de que algum envolvido no crime mora na região de Picos, até porque a vítima foi capturada naquela cidade em seu carro, levado para a zona rural de Pio IX, onde foi morto e depois pelo menos uma pessoa retornou com o carro para abandonar no bairro Alto do Paraíso, naquela cidade.

Com relação a tortura, o policial afirmou que os peritos do Instituto de Medicina Legal - IML, constataram duas perfurações de bala. Uma na panturrilha de uma das pernas, o que prova que antes houve uma conversa com os seus algozes querendo a revelação de algo e um tiro na nuca que, na verdade, foi a execução.

PIo IX onde o ex-vereador foi enterrado

Enterrado Vivo
Ao falar ontem sobre o fato, o secretário Robert Rios, da Segurança, não descartou a possibilidade do ex-vereador Emídio Reis ter sido enterrado vivo. Ele foi encontrado em uma cova rasa e com uma das mãos para fora. A pressa dos autores do crime em abandonar o corpo pode ter sido o motivo para deixá-lo em cova rasa e, diante disso, ele pode ter sido deixado ainda com vida.

Pistolagem
Robert Rios falou que nos últimos quatro meses três pessoas ligadas ao setor político foram mortas pela pistolagem no Estado e, naquela região, ou seja, nas cidades de Picos, Pio IX e Fronteiras.

Motivos
Policiais experientes na investigação de crimes de homicídios apontam duas prováveis motivações para o crime. Agiotagem, até em função da questão política ou passional, mas asseguram que tudo será esclarecido durante as investigações, pois uma boa equipe está atuando no caso.

Sepultamento
O corpo de Emídio Reis foi examinado no Instituto de Medicina Legal - IML e liberado para o traslado para a cidade de São Julião, onde uma verdadeira multidão o esperava para velar. O sepultamento aconteceu no final da tarde de ontem no cemitério daquela cidade, onde centenas de pessoas clamavam por justiça.

Nenhum comentário: