quinta-feira, 9 de maio de 2013

GREVE DOS PROFESSORES: PREFEITURA NÃO COMPARECE À AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO COM STEEI E JUIZ DIZ QUE NÃO HÁ INTERESSE DO MUNICÍPIO EM RESOLVER O PROBLEMA...

"O argumento do município não se sustenta juridicamente, razão pela qual entende este Juiz que o município, em verdade, manifestou desinteresse em conciliar”. Estas foram as palavras do Juiz do Trabalho Nelson de Souza sobre o não comparecimento da prefeitura na audiência de conciliação com o Steei na tarde desta quarta-feira. A audiência faz parte do processo de dissídio coletivo pedido pelo sindicato.

A primeira audiência de conciliação foi marcada pela Justiça do Trabalho com as partes interessadas e com a presença do Ministério Público do Trabalho. Todos estiveram presentes, exceto o representante da prefeitura.

A assessoria jurídica do Steei explica que todos os prazos legais foram respeitados pela Justiça do Trabalho e que, ao contrário do que argumenta a prefeitura, os prazos entre a notificação e a data da audiência não é o mesmo que nos demais processos. Ainda assim, numa demonstração de boa vontade em resolver o impasse, o Steei aceitou remarcar a audiência, “de forma a evitar futuras evasivas”.
Para o presidente do sindicato, professor Wilas de Moraes, mais uma vez o prefeito Sebastião Madeira desrespeita os trabalhadores da educação de Imperatriz  e a Justiça ao não enviar um representante para o Tribunal. “Agora todos podem ver que o próprio Juiz do Trabalho considerou que não há interesse da prefeitura em sentar com o sindicato, conforme vínhamos dizendo a tempos”, argumentou. Ele disse ainda que não considera razoável o fato da prefeitura ter perdido o prazo por desconhecimento da legislação. “Se isso for verdade, se foi por desconhecimento da lei, é mais uma demonstração de que o Procurador Municipal não conhece nada de legislação trabalhista”.
Os trabalhadores da educação realizaram assembleia geral nesta quinta-feira, a partir das 09h na sede do sindicato decidiram continuar a greve. A próxima audiência de conciliação está marcada para a próxima terça-feira. (Fonte: STEEI).

Um comentário:

Anônimo disse...

O excelentíssimo Sr. Dr. Alteza. Eminência. Daniel Sousa, deu as ordens e o procurador não foi na audiência só pra chacotear com a justiça.