quinta-feira, 14 de novembro de 2013

APROVADAS NA AL INDICAÇÕES IMPORTANTES DA DEPUTADA VALÉRIA MACEDO PARA O ENSINO UNIVERSITÁRIO DE GRAJAÚ-MA



A parlamentar solicita a construção do prédio do Campus da UEMA, instalação de cursos de Direito (UFMA/UEMA), Engenharia Civil (UEMA) e a homologação do último concurso público realizados pela UEMA e, especialmente, o imediato provimento dos cargos de professores efetivos para o Campus  UEMA/CESGRA em Grajaú/MA
 
Deputada Valéria Macedo (PDT)
A Assembleia Legislativa aprovou cinco indicações feitas pela deputada Valéria Macedo (PDT) a governadora Roseana Sarney e aos Reitores da UEMA e UFMA, essenciais ao ensino universitário do centro-sul maranhense, especialmente para a Região das Serras formada pelos municípios de Grajaú (sede regional), Arame, Formosa da Serra Negra, Sitio Novo e Itaipava do Grajaú, todas elas já devidamente publicadas no diário oficial da AL da última terça-feira, 12 de novembro.

Construção do Campus em Grajaú

Na primeira indicação (N.° 832 / 13), Valéria solicita à governadora Roseana Sarney e ao reitor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) Professor José Augusto Silva Oliveira, que construam o prédio do Campus da Universidade Estadual do Maranhão UEMA/CESGRA em Grajaú/MA e comprem para o campus equipamentos tecnológicos e educacionais contemporâneos, como bibliotecas, sistemas de tecnologia da informação, mobília, enfim, tudo o que tem uma universidade moderna e competitiva precisa ter.

Em sua indicação, Valéria informa que no Campus da UEMA/CESGRA instalado ainda no ano de 2005, e que, atualmente oferece apenas os cursos de Enfermagem e Zootecnia, além dos cursos à distância de Tecnologia de Alimentos e Administração Pública, mas que falta um prédio, instalações, equipamentos, móveis, para atender a demanda atual e as demandas para os novos cursos.
 
O acanhado prédio da UEMA de Grajaú
Informa ainda a deputada que já existe um terreno disponível para a construção do Campus, próximo ao Campus da UFMA, no Bairro Extrema, segundo informações colhidas junto à diretora Iracilda de Sousa Falcão.

“A exemplo da nossa luta por uma faculdade pública de Medicina para Imperatriz, na Universidade Federal do Maranhão, tenho defendido aqui nesta Assembléia Legislativa que a região central é muito carente em ensino Superior, e por isso mesmo Grajaú a mais expressiva cidade da chamada Região das Serras que compreende os municípios de Grajaú, Arame, Formosa da Serra Negra, Sitio Novo e Itaipava do Grajaú, no que seguramente necessita de investimentos em Educação Superior, Técnica e Tecnológica, o que deve ser feito pelos governos do Estado e federal, para atender aquela importante região do estado”, diz Valéria.

Curso de Direito na UEMA

A segunda Indicação (N° 835/13) trata-se de um pedido de implantação do Curso de Direito no Campus da Universidade Estadual do Maranhão em Grajaú, segundo a parlamentar pedetista um grande sonho daquela população, especialmente das novas gerações.

“O município de Grajaú é seguramente o município com mais riquezas naturais da região Central do Estado do Maranhão, com um expressivo número de advogados, de modo que entre advogados, juízes estaduais promotores não haverá problema no recrutamento de professores para a faculdade de direito que tanto anseia aquele município e região”, diz a deputada, argumentando que o Curso já existe em São Luís/MA e, por isso é, academicamente, viável implantá-lo em Grajaú.

Além da medida de instalação do curso Valéria solicita outras providências, tais como montar uma Biblioteca Básica com Obras de Direito e a contratação de professores “cuja oferta é farta naquele Município, sendo esse pedido tudo dentro das possibilidades e de relativo baixo custo para o Governo estadual”.

Nomeação e Posse de Professores concursados                       

A terceira indicação (N° 832/13) assim como as duas primeiras, é endereçada à governadora Roseana Sarney Murad e ao Reitor da Universidade Estadual do Maranhão professor José Augusto Silva Oliveira, solicitando destes a homologação do último concurso público realizados pela UEMA e, especialmente, o imediato provimento dos cargos de professores efetivos para o Campus da Universidade Estadual do Maranhão UEMA/CESGRA em Grajaú/MA, para que se possa sanar a carência de docentes naquela unidade.

Segundo Valéria, o corpo docente da UEMA/CESGRA em Grajaú é formado por apenas sete professores, além de seis docentes contratados temporariamente como professor substituto, o que demonstra a olhos vistos a falta de investimento na principal força-motriz de uma instituição de ensino, que é o professor. Sem professores efetivos em carreira, sem uma sede adequada, sem equipamentos tecnológicos, educacionais, sem adequadas condições, sem uma infraestrutura básica, não há como se falar verdadeiramente em ensino superior, muito menos em pesquisa e extensão, de modo que a UEMA e o governo estão em débito com o Município de Grajaú/MA. 

“Como se sabe há cerca de dois anos atrás foi publicado um Edital de Concurso para Professor Efetivo para o Campus UEMA/CESGRA. O certame foi realizado este ano, mas até agora um único professor foi convocado, o que demonstra que é preciso imediatamente resolver este problema”. O CESGRA e especialmente a população espera que os professores que passaram no concurso sejam efetivados, pois isso tornaria o curso das disciplinas regular sem a necessidade de se esperar professores do Campus de São Luis ou de outro lugar, lembrou Valéria.

Curso de Engenharia Civil

Na quarta indicação(N° 834/13)  Valéria solicita que a governadora Roseana e o reitor da UEMA Professor José Augusto Silva Oliveira que adotem todas as medidas legais, administrativas e acadêmicas com a maior brevidade possível, para implantação do Curso de Engenharia no Campus da Universidade Estadual do Maranhão em Grajaú.

“Assim como o curso de Direito, a implantação do Curso de Engenharia Civil em Grajaú/MA é um grande sonho daquela população, especialmente das novas gerações, por isso o atendimento dessas Indicações dignificará o Governo e a gestão do Magnífico Reitor da Universidade estadual do Maranhão, professor José Augusto Silva Oliveira, e, de sobra, atenderá uma demanda por ensino superior no Maranhão Central”, disse Valéria.

Curso de Direito da UFMA 

Por último, Valéria fez Indicação (N° 836 /13) à governadora Roseana Sarney e ao Reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado, solicitando destes com a maior brevidade possível medidas administrativas para implantação do Curso de Direito, no Campus da UFMMA em Grajaú.
                 
Para a deputada, a faculdade de Direito da Universidade Federal do Maranhão de São Luís e Imperatriz tem prestado relevantes serviços à sociedade maranhense, mas em Grajaú há uma oferta muito insuficiente de cursos para toda a região no Campus da UFMA em Grajaú, sendo necessário que aquela instituição reavalie a oferta de cursos para aquela cidade.

“O Reitor Natalino Salgado é um homem de bom senso e sensível e, por isso mesmo, pode perfeitamente incluir no plano de expansão da UFMA o curso de direito para Grajaú e região”, salientou a deputada acrescentando ainda que “a governadora Roseana tem nisso uma possibilidade concreta de no governo dar sua contribuição para o Município de Grajaú, pois a região central do Maranhão tem um déficit injustificável sob qualquer ponto de vista de educação superior e não há um curso de direito da Universidade Federal do Maranhão (UEMA), de tal modo que o governo do Maranhão e a reitoria devem realizar um esforço no sentido de levar a faculdade de direito da UFMA para Grajaú”, diz a parlamentar pedetista.
        
Segundo Valéria, foram muito importantes os investimentos feitos pela Universidade Federal do Maranhão em Grajaú, contando inclusive com irrestrito apoio do então deputado federal Flávio Dino (PCdoB), mas a oferta de cursos é insuficiente e não condiz com a importância econômica e social do município de Grajaú e da Região das Serras, mas os cursos oferecidos são insuficientes e não guardam conformação com a importância política, econômica e social do Município de Grajaú.

“Por isso, na esteira do que fiz na defesa do curso de medicina da UFMA para Imperatriz tenho defendido aqui nesta Assembleia Legislativa ensino Superior e Tecnológico para o Maranhão Central, no que com certeza tenho o irrestrito apoio de meus colegas deputados e terei por parte do governo o imediato acolhimento dessas indicações, pois são reivindicações do nosso povo, que devem ser atendidas estar acima das questões partidárias, políticas ou de grupos”, finaliza Valéria.

Um comentário:

Nibiologa disse...

Confirmado em Grajau Direito eEngenharia Civil.... estudar@!