quarta-feira, 20 de novembro de 2013

DOMINGOS DUTRA DENUNCIA MANOBRAS POLÍTICAS NA INDICAÇÃO DO NOVO CONSELHEIRO DO TCE

Dep. Domingos Dutra
O deputado federal Domingos Dutra (SDD/MA) usou a tribuna da Câmara Federal para denunciar que, o vice-governador, Washington Luiz (PT), está sendo indicado para ser membro do Tribunal de Contas do estado do Maranhão, para substituir a vaga que foi aberta com a aposentadoria do Conselheiro Yêdo Flamarion Lobão no começo de outubro. Para tanto, o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, suspendeu o processo de escolha de um novo Conselheiro esperando eleição interna do PT.

 “Não se pode paralisar a escolha de um membro do Tribunal de Contas do estado à espera de uma eleição interna de um partido. Não podemos aceitar que o Tribunal de Contas seja utilizado para acerto político, para manobras políticas, como está sendo feito no Maranhão”, completou o deputado.
Vice gov. Washington Luiz (PT)

De acordo com o parlamentar, o presidente da Assembleia Legislativa, suspendeu a escolha do Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão esperando eleição interna, porque o vice-governador prometia para os filiados do PT que ele seria governador do estado a partir de abril e que, os filiados deveriam votar na sua chapa porque com a saída da atual governadora Roseana Sarney, ele seria o novo governador do Maranhão.

O deputado Domingos Dutra denuncia ainda que, o vice-governador não preenche os requisitos técnicos e constitucionais para exercer o cargo de conselheiro do Tribunal de Conta. “O Vice-Governador não sabe escrever um bilhete, não tem conhecimentos jurídicos, não tem conhecimentos de contabilidade, não tem competência para exercer um cargo em um Tribunal no qual a cidadania brasileira exige hoje cada vez mais. Os Tribunais de Contas têm um papel relevante no combate à corrupção, na fiscalização da correta aplicação dos recursos públicos”, afirmou o deputado. Para o deputado, a “oligarquia Sarney” não se cansa de submeter o Maranhão ao vexame nacional, ao utilizar o Tribunal de Contas do estado para se livrar do vice-governador.

Finalizando o seu discurso o parlamentar anunciou a possibilidade de entrar na justiça em conjunto com outros parlamentares questionando a indicação do vice-governador como conselheiro do Tribunal de contas. (Assessoria).

Nenhum comentário: