sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

"AS AGRESSÕES FAZEM PARTE DA BAIXA POLÍTICA QUE DEVE SER SUPERADA PELO DEBATE DOS PROBLEMAS REAIS DO ESTADO", DIZ FLÁVIO DINO

Uma das perguntas mais frequentes feitas por jornalistas e ouvintes que dialogaram com Flávio Dino (PCdoB) na manhã desta sexta (06) dizia respeito a ataques feitos pelo grupo Sarney ao pré-candidato do PCdoB ao governo do estado. Segundo Flávio Dino, as agressões constantes desferidas contra ele fazem parte da “baixa política”, que deve ser superada pelo debate dos problemas reais do estado.

Dino propôs que, ao invés de promover ataques, o Governo do Estado promova ações que melhorem a vida das pessoas e debatam assuntos que tenham por finalidade resolver os problemas da população. As declarações foram dadas em entrevistas concedidas na Rádio Educadora e na Rádio Capital, em São Luís (MA).

“São muitas denúncias disparatadas, frutos da pequena política. Na verdade, o que existe aparentemente é o desespero de um grupo político que se acostumou ao poder e não quer entrar em debates realmente relevantes,” disse Flávio Dino.

Durante a entrevista, Dino destacou diversos pontos necessários para o desenvolvimento do Maranhão. Com a correta aplicação dos mais de R$ 14 bilhões do orçamento anual que o Estado do Maranhão possui, diversos problemas poderiam ser superados no Maranhão.
Como é o caso do fornecimento de água. Dino afirmou que com cerca de R$ 300 milhões é possível fazer com que todas as cidades atendidas pela Caema tenham o fornecimento de água normalizado e com qualidade.

Outros assuntos como Saúde, Infraestrutura, Educação, Segurança, Agricultura e Parceria Institucional entre governos estadual e municipal foram amplamente debatidos nas duas entrevistas.

Interação com a população

Os temas debatidos por Flávio Dino durante as entrevistas tiveram como tema central a realidade da população. O microfone das duas emissoras foram abertos a todos os ouvintes que quiseram participar. O destaque foi para a atenção à educação pública.

“Um novo projeto de desenvolvimento se faz com o compromisso de requalificar a UEMA e garantindo que o orçamento destinado à Universidade seja aplicado de fato,” disse.

Dino tem defendido a regionalização das universidades estaduais no Maranhão, a exemplo do que acontece em diversos estados como Ceará, Paraíba e Bahia – que possuem mais de uma universidade estadual. (Imprensa PCdoB)

Nenhum comentário: