quinta-feira, 9 de outubro de 2014

DAVI JR. E SEU CHORO DE DERROTADO: QUEM NÃO TE CONHECE QUE TE COMPRE, DAVIZINHO!

Ainda em tempo acabo de ler no blog da Kelly o desabafo do deputado Daví Alves Silva Júnior, o “Davizinho” em que ele culpa o prefeito Sebastião Madeira e o ex-prefeito Ildon Marques pela sua derrota. Não tenho procuração para fazer a defesa do Madeira, tampouco do ex-prefeito Ildon Marques, mas não posso assistir tanta boçalidade sem reagir.

Ora, me compre um bode, deputado! O senhor foi derrotado simplesmente pela falta de compromisso, competência com o seu mandato, principalmente no quesito chamado participação. Faltou presença ou envolvimento com as causas e coisas da segunda maior cidade do Maranhão que vossa senhoria reivindica como a sua cidade, apesar de que sabemos que nunca morou de fato aqui em Imperatriz, mas em Brasília, mesmo quando seu pai era vivo.

Até hoje, nem aqui o senhor mora. Depois de ganhar um mandato graças a morte de um colega, - sim, pois no pleito de 2010 você não foi eleito -, simplesmente desapareceu, sumiu da cidade e de todos – dizem que até de seus parentes – e ai só apareceu 20 dias antes da eleição, com uma rápida aparição na Banca do Chico, alegando que o sumiço era porque estava fazendo campanha. Onde mesmo? No Maranhão ninguém lhe viu.

Prefeito Madeira, visitando obras com deputado Davizinho. 

Olha não basta botar emendas, verbas, tem que lutar pela liberação delas e depois acompanhar, ter o prestígio suficiente para que o governo mande o dinheiro para o município, tem que vir aqui, participar, viver a cidade... Essas coisas o senhor não fez, se limitou a ir num programa de TV falar abobrinhas.

Finalmente, só uma pergunta, como o senhor agora lança sua candidatura a prefeito de Imperatriz faltando mais de dois anos do pleito se nem aqui mora?

Olhe deputado, Imperatriz não é mais aquela cidade da época de seu pai que o povo se deixava levar por bravatas, distribuição de sacolinhas ou sextas básicas nas periferias, etc. Hoje a cidade mudou, virou até pólo universitário! Então, pense bem antes de vir com conversa fiada e atitudes despreparadas de um aventureiro.

Sei que não é fácil a derrota, mas essa de ficar botando a culpa nos outros é um tiro no pé, um atestado de incompetência política, algo impagável.

Nenhum comentário: