quarta-feira, 30 de maio de 2012

1º FÓRUM AMBIENTAL DA MESORREGIÃO TOCANTINA TÊM INSCRIÇÕES PRORROGADAS


O evento, que promete ter a participação de municípios do Maranhão, Pará e Tocantins acontece em Imperatriz  segunda e terça-feira próximas

As inscrições para o 1º Fórum Ambiental da Mesorregião Tocantina foram prorrogadas. Agora, os interessados têm até a próxima sexta-feira (1º) para acessar o site da Prefeitura de Imperatriz (www.imperatriz.ma.gov.br) e preencher o formulário online, no link do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Commam).

O evento acontece no auditório do Palácio do Comércio e tem como tema “Saúde e Desenvolvimento Sustentável: Necessidade de Todos”. A principal atração será a palestra do mestre em economia agrária Francisco Graziano Neto, o Xico Graziano, que acontece logo na abertura do Fórum, na segunda-feira (4).

A previsão inicial era de que as inscrições fossem encerradas ontem (29). No entanto, segundo a presidente do Commam, Ivanice Cândido, a grande procura neste período motivou a prorrogação do prazo. Mais de 500 pessoas já garantiram participação no evento. Não há limite de número de inscrições.

São aguardados representantes de associações de prefeituras, entidades culturais, fóruns sociais, institutos, movimentos sociais, organizações não-governamentais, sindicatos, universidades, alunos e educadores dos estados do Maranhão, Pará e Tocantins.

Para Ivanice, o evento é um espaço para a discussão e articulação de iniciativas sociais. “O evento se consolida como um encontro técnico e científico, [é o] mais importante da região Tocantina no que se refere ao tema saúde e desenvolvimento”, explica ela.

O Fórum tem o objetivo de debater a viabilização de políticas públicas de gestão ambiental para a administração pública. A expectativa é que, ao fim do evento, seja possível apresentar soluções de implementação de programas de gestão ambiental, com informações sobre redução de consumo de energia, água, bens materiais, bem como a gestão adequada dos resíduos sólidos (lixo) (Denis Oliveira).

Clic na foto pára visualizar melhor a programação:


Um comentário:

Anônimo disse...

Josué,,não tem nenhum cidadão que viu,sabe conhece dos crimes ambientais em nossa região,e que se se pronunciou sobre tais crimes.Covardes omissos,e irresoonsaveis,e sem compro0misso com o nosso meio ambiente.
è importante chamar os fazendeiros,autoridades ambientais,funcionarioa do Ibama ,procuradores estaduais e e federais,para falar e explicar os crimes e as omissões.