segunda-feira, 25 de junho de 2012

EXPOIMP 2012: EXPECTATIVA DE MOVIMENTAR R$30 MILHÕES EM NEGÓCIOS


Entre os dias 7 e 15 de julho Imperatriz vai sediar pela 44ª vez a segunda maior feira 

agropecuária das regiões Norte e Nordeste, a Expoimp 2012. Realizada pelo Sindicato 

Rural de Imperatriz (Sinrural), a edição 2012 deve movimentar em torno de R$ 30 milhões 

em negócios, incluindo atividades com leilões, comercialização de animais e financiamentos.

Os três principais agentes financeiros – Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste – presentes na feira devem disponibilizar de R$ 25 a 30 milhões de crédito aos produtores rurais da Região Tocantina para aquisição de veículos, máquinas e implementos agrícolas.  Já a comercialização nos leilões deve movimentar de 2  a 2,5 R$ milhões e a venda  de animais nos currais algo em torno de  R$ 2 milhões de reais, no pré e pós feira.
“Nós temos a expectativa que este ano a Expoimp alcance o maior volume de negócios da sua história”, anseia o presidente do Sinrural, Sabino Costa.
A meta deve ser alcançada com facilidade, uma vez que no histórico do evento, a cada ano, a movimentação apresenta um crescimento em escalada.  No mapa comparativo de expositores, por exemplo, enquanto em 2008 o parque contabilizou 503 estandes montados, em 2010 foram 596. Ou seja, um aumento de 19%
Para deixar tudo em ordem até o dia do evento, aproximadamente mil pessoas se revezam na organização das atividades, montagem de estandes e ajustes finais nos 92 hectares – 12 de área construída –, do Parque Lourenço Vieira de Sousa. A expectativa dos organizadores é que o volume de público passe de 150 mil pessoas. Espera-se que o último dia da feira – véspera do feriado de aniversário de Imperatriz – seja o dia mais movimentado no Parque, com 20 mil pagantes. Nos outros dias de grandes shows o público deve girar em torno de 10 mil pagantes.
Leilões
Segundo levantamento realizado pelo Sindicato Rural entre 2008 e 2010, a movimentação financeira dos leilões durante a Expoimp passou de R$ 1,34 milhão  para R$ 1,63 milhão. Em outras palavras, em três anos houve um acréscimo de R$ 300 mil.  No ano de 2011 o número de currais chegou a 56, 14 a mais que em 2012. Neste ano, a expectativa é que a feira possa crescer e alcançar números ainda maiores. A programação dos leilões da Expoimp 2012 começa no domingo, 8 de julho, com o 12º  Leilão Balde Branco.
Ranking
Além dos leilões, outro destaque da Expoimp 2012 é o ranqueamento de animais. Segundo o Sinrural, há dez anos a feira promove o ranking do Nelore e do cavalo Manga Larga Marchador e há cinco anos foi inserido na agenda o ranqueamento do boi Tabapuâ e dos ovinos.
“Os pontos obtidos aqui são somados e computados para que no final o criador tenha a pontuação. Se o criador participa de várias exposições no Brasil  isso vai somar no seu ranking”.
Novidades
A construção de um novo tatersal dentro do Parque de Exposição, um antigo sonho da diretoria do Sinrural e dos produtores da região, será uma das novidades da Expoimp 2012 para os leilões, que sempre foram um forte segmento na feira. O antigo tatersal foi demolido e o sindicato está correndo contra o tempo para que o novo esteja pronto na exposição. “Mesmo que ele não esteja cem por cento pronto, estará em condições de receber os leilões a partir do domingo”, afirma. Outra novidade é que a partir deste ano o Sinrural terá uma assessoria de imprensa especializada.
Aperfeiçoamento
A agenda da exposição não é apenas um momento de fazer negócios, mas de aperfeiçoar os negócios. Pensando nisso o Sindicato manteve a parceria com o Sebrae e organizou uma agenda de palestras e cursos voltados ao setor.
A lista com os temas selecionados e o horário das atividades ainda não foi divulgada, mas a meta é promover um encontro diário para discutir melhorias e incluir assuntos que interessem desde o mini ao grande produtor rural. “Estamos também tentando trazer para visitar a nossa exposição a presidenta da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a senadora Kátia Abreu. E, se vier, certamente fará uma palestra”, conta Sabino Costa, presidente do Sinrural. (Assessoria de Comunicação)

Nenhum comentário: