quarta-feira, 24 de outubro de 2012

BARBÁRIE! ADOLESCENTE É ENCONTRADO ENTERRADO DE CABEÇA PARA BAIXO


O adolescente Wallison Bruno Martins Alves, de 16 anos, morador do Residencial Luis Fernando, no município de Paço do Lumiar, foi encontrado morto, na tarde de segunda-feira (22), com as mãos e os pés amarrados e o corpo enterrado de cabeça para baixo em uma área de mata, próximo a sua casa. Ontem à tarde, o corpo do menor foi reconhecido no Instituto Médico Legal (IML) de São Luís por familiares, que acreditam que o assassinato tenha sido motivado pelo fato de a vítima ter sido usuária de drogas.
"Meu filho saiu de casa às 17h do dia 16 de setembro. Ele estava na casa do avô, no bairro Mercês, e quando decidiu voltar para casa desconfiou que algumas pessoas estariam lhe seguindo. Sei disso porque uma amiga da nossa família nos garantiu que ele, antes de desaparecer, esteve em sua casa e disse a ela que estava com medo de que alguns homens quisessem lhe fazer mal. Ele disse a ela que a rua era escura, que estava com medo de seguir, mas decidiu continuar", explicou a dona de casa Aldeli Bispo Martins, de 38 anos.
Wallison Bruno Alves, segundo informações da família, foi encontrado enterrado em uma cova vertical, de cabeça para baixo, em uma área de mata conhecida como Alto do Laranjal, ou "Curva do Vento". O corpo do adolescente estava com as mãos e os pés amarrados, porém, devido ao avançado estado de decomposição, outros sinais de violência não puderam ser constatados pela equipe de peritos do Instituto de Criminalística (Icrim), que até o início da noite de ontem ainda buscavam a verdadeira causa da morte.
As investigações a cerca do crime estão a cargo da Delegacia Especial do Maiobão, cujo delegado titular Henrique Perlmutter ainda aguarda o resultado dos laudos cadavéricos para fundamentar o inquérito policial. Mesmo com a espera dos exames periciais, a polícia já recebeu informações sobre quem possa ter assassinado o adolescente. Policiais do Serviço de Inteligência da Polícia Militar que trabalham na área adiantaram nomes de pelo menos cinco suspeitos de terem cometido o crime.
"O local é dominado por alguns traficantes de drogas. Já identificamos um grupo de cinco suspeitos. Alguns deles, para não perderem o domínio das bocas de fumo, são capazes de cometer crimes com essas características. A vítima era usuária de drogas e deve ter ficado devendo a algum traficante. Vamos repassar todas as informações que colhemos na área à Polícia Civil e contribuir no que for preciso para capturar os culpados", disse um sargento do SI-PM, em entrevista por telefone a O Estado.

Nenhum comentário: