sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

DOMINGOS DUTRA QUER O FIM DA INTERVENÇÃO EM SERRA PELADA

O deputado federal Domingos Dutra (foto), exigiu através de documento enviado ao interventor da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp), Marcos Alexandre e ao promotor da Comarca de Curionópolis, Hélio Rubéns, transparência das ações judiciais e administrativas que estão sendo tomadas para o fim da intervenção no garimpo de Serra Pelada, que já dura quatro meses.

Em outubro do ano passado, o deputado teve uma reunião com promotor Hélio Rubéns e com o interventor, Marcos Alexandre, onde foi acordado que seria passado para o deputado Domingos Dutra, para o deputado Arnaldo Jordy (PPS/PA) e para o Ministério Público, relatórios onde mostraria o que está sendo feito durante a intervenção com duração de seis meses, mas de acordo com o deputado, nada lhe foi entregue até o momento.

No requerimento o deputado pede ao interventor e ao promotor, informações sobre a situação financeira da empresa canadense, Colossus Minerals, ações judiciais e administrativas propostas no período da intervenção e sobre o futuro da Coomigasp.

Na ocasião, o deputado pede ainda para que o interventor informe um dia para a vistoria no interior da mina.

“Eu tenho interesse e necessidade de acompanhar os procedimentos que estão sendo feito pela empresa canadense Colossus Minerals”. Completou.

Na última visita feita ao garimpo, no dia 15 de janeiro, o deputado não visitou a mina por conta do atraso de voo causado pelo mau tempo e pelo atraso do interventor, que não compareceu ao local.

Durante a visita em Serra Pelada o diretor administrativo, Alexandre Cancian, informou que as ações da empresa despencaram no mercado canadense, o que causa dificuldades em obter recursos para a conclusão das obras. Recentemente o deputado obteve informações de que não há nenhum diretor da mineradora no Brasil e que o canteiro de obras está sendo desmontado.
É necessário que o governo federal e o governo do estado do Pará adotem providências urgentes para evitar uma tragédia em Serra Pelada. É evidente que a empresa Colossus está em processo falimentar e poderá abandonar a mina para propositalmente causar um desmoronamento e dificultar investigação sobre contrabando de minério”, salientou.

O deputado Arnaldo jordy e o deputado Dutra estão articulando uma reunião para o próximo dia 10 em Belém com o Ministério Público estadual, Departamento Nacional de produção Mineral (DNPM) e o governo do estado do Pará em busca de soluções para os garimpeiros de serra Pelada, já que dos 38 mil garimpeiros 25 mil são maranhenses.(assessoria)

Um comentário:

Anônimo disse...

ESSE NEGUIM É MEU CANDIDATO.