quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

PESQUISA DATA M MOSTRA QUE OPOSIÇÃO DEVE LANÇAR CANDIDATURA ÚNICA PARA O SENADO. ROSEANA TEM A MAIOR REJEIÇÃO

Roberto Rocha praticamente se consolida na corrida para o senado, pois a soma dele e de Dutra alcança mais do que o dobro de Roseana Sarney para o Senado, acompanhando tecnicamente o candidato a governador Flávio Dino.
Roberto Rocha
 
Outro fato fiável da pesquisa Data M é a consolidação da candidatura única a senador das oposições. Roberto Rocha praticamente se consolida na corrida para o senado, pois a soma dele e de Dutra alcança mais do que o dobro de Roseana Sarney para o Senado, acompanhando tecnicamente o candidato a governador Flávio Dino.
 
Por isso, que historicamente à eleição do governador é paralela à eleição do senador do mesmo grupo.

Por último, as oposições deverão entender que há apenas um turno para senador. Portanto, só cabe uma candidatura das oposições nestas eleições de 2014. E um senador é de suma importância para a governabilidade de qualquer governo e para a vivacidade do próprio conceito de  emponderamento, que é a conquista da condição e da capacidade de participação do poder de um coletivo.
Clic na foto para ver em tamanho maior
O “establishment” das oposições deverá ser resiliente e insone, fazendo dessa caminhada eleitoral um processo permanente de SUPERação e jamais cochilar, para não permitir o cachimbo cair.
Roseana, tem  a maior rejeição... (Clic na foto para ver em tamanho maior)

Em política temos que atingir a excelência, assim como na medicina, senão o paciente morre. O Maranhão, como paciente, tem pressa. Precisamos espargir aos quatro quantos visíveis e aos demais não aparentes, as gotas da mesma esperança que nos faz movimentar. 
 
Leia o artigo na íntegra no Blog Jornal Pessoal, de  Eri Castro

Nenhum comentário: