quinta-feira, 24 de abril de 2014

CORONEL MELO DIZ QUE GOVERNO ROSEANA SARNEY DÁ CALOTE NA TROPA E FAVORECE OS “CACIQUES” DA PMMA, MAS OS “ÍNDIOS” FICAM SEM NADA.

Em mais uma nota publicada em seu perfil público no Facebook, o Coronel Francisco Melo denuncia que o governo Roseana não cumpriu recente acordo feito com os grevistas PMS e Bombeiros. 


Vejam a nota:

GOVERNO ROSEANA SARNEY DÁ CALOTE NA TROPA E FAVORECE OS “CACIQUES” DA PMMA, MAS OS “ÍNDIOS” FICAM SEM NADA.

Como sempre tenho dito que: NESSE GOVERNO ACONTECE DE TUDO. Vejam o que fez a senhora Governadora Roseana Sarney para pôr fim à paralisação dos militares do Estado do Maranhão. No dia 4 de abril do ano em curso, o Senador João Alberto, o Deputado Federal Lourival Mendes e o Deputado Estadual Roberto Costa, assinaram o acordo com os militares que em nome da senhora Governadora seria cumprido dentro de 10 dias úteis.

Consta do documento assinado o retorno do Escalonamento Vertical, 40 horas de trabalho semanais, anistia administrativa, dentre outros benefícios acordados. Ocorre que nada disso, até agora, foi cumprido, pois não foi enviada nenhuma mensagem para a Assembleia Legislativa sobre o acordo firmado e, além do mais, alguns policiais que participaram do movimento estão sendo ameaçados de serem punidos e transferidos de suas unidades.

Se o acordo fala que o prazo seria de 10 (dez) dias úteis para ser cumprido e não foi não podemos entender de outra forma senão como UM CALOTE DO GOVERNO ROSEANA SARNEY.

Como se nada tivesse acontecido a Governadora Roseana Sarney, Manda uma Medida Provisória para a Assembleia Legislativa, que vai entrar em vigor este mês, criando 4 (quatro) vagas de coronéis o que vai beneficiar parte dos oficiais. Porém, para o restante da tropa, que participou do movimento ela vira as costas e, da mesma forma que fez em 2011, para se vingar não cumpre o acordo firmado com os militares do Estado. ISSO É ENGANAÇÃO PURA!

Um Estado com Governo sério e que pensasse em Segurança Pública para o seu POVO deveria pelo menos: Fazer a implementação de várias políticas públicas que vão desde a revisão salarial dos profissionais de Segurança Pública, passando pelo aumento do quantitativo das corporações (PM, BM E PC) com qualificação voltada para ser uma POLÍCIA DE ESTADO - mais próxima da Comunidade - E NÃO UMA POLÍCIA DE GOVERNO.

Com a Polícia Preventiva (Polícia Militar) fazendo o seu papel constitucional de prevenir o crime através das mais variadas ações de Polícia nas ruas e a Polícia Repressiva (Polícia Civil) atuando após o cometimento do crime com investigações que traduzissem em condenações pelo Judiciário (diminuindo a Impunidade).

De forma que todos os crimes, por mais insignificantes que sejam, têm que ser apurados. Humanizar o Sistema Penitenciário em que o preso tivesse uma atividade laboral e quando cumprisse sua pena retornasse ao meio social totalmente recuperado. Combater sem trégua as drogas, dentre outras ações. Assim poderíamos falar em seriedade de um Governo.

Para tentar ocultar as mazelas do povo menos informado, o marketing do Governo Roseana Sarney fala de um paraíso no Maranhão: POR ONDE VOCÊ ANDA TEM UM NOVO MARANHÃO. Agora vá tirar a prova dos noves que você vai se deparar com diversos desmandos, tais como: viaturas caindo aos pedaços e Destacamentos Policiais (LOCAL DE TRABALHO DO PM), onde o quintal está cercado com duas pernas de arame. ISSO É VALORIZAÇÃO POLICIAL? O correto seria dizer: POR ONDE VOCÊ ANDA TEM UMA NOVA ENGANAÇÃO NO NOSSO SOFRIDO MARANHÃO.

Finalmente, devemos lembrar que nos últimos dias tivemos a Polícia Militar da Bahia, do Pará, do Rio Grande do Norte que pararam suas atividades e todas foram atendidas nas reivindicações pelos seus Governantes. Mas no Maranhão, como tudo acontece diferente, foi o contrário, a Governadora não cumpriu o acordo firmado. Assim sendo, e não poderia ser diferente, só nos resta o único instrumento legal para lutar pelos nossos direitos, que todas as categorias de trabalhadores fazem uso. A PARALISAÇÃO. AVANTE! AVANTE!

Coronel PM – Francisco Melo

Nenhum comentário: