quarta-feira, 7 de maio de 2014

VALÉRIA MACEDO COBRA AÇÃO DO GOVERNO PARA INIBIR VIOLÊNCIA E INSEGURANÇA EM PORTO FRANCO E REGIÃO

A deputada Valéria Macedo (PDT), registrou na sessão desta quarta-feira, 07, a onda de violência que está ocorrendo no município de Porto Franco. Em apenas quatro dias acontecerem vários assaltos, sequestros, roubos e assassinatos naquela cidade, por isso, ela pediu o apoio dos seus colegas para solicitarem do governo do Estado a adoção de medidas urgentes no sentido de inibir as ações dos marginais que estão aterrorizando a região.
As ações dessa quadrilha também se estendem aos municípios vizinhos de São João do Paraíso, Estreito, Ribamar Fiquene, Campestre e Lageado. Por isso, a parlamentar pediu o apoio dos seus colegas de plenário para juntos solicitarem ao secretário de Segurança Pública, Ricardo Murad e ao Comandante Geral da Policia Militar, Zanoni Porto, as providências necessárias, mandando de imediato, reforço policial para a cidade de Porto Franco. Valéria Macêdo acredita que a quadrilha que está amedrontando toda aquela região, está sediada naquela cidade.
Na visão de Valéria Macêdo, a Secretaria Estadual de Segurança Pública precisa agir imediatamente, pois essa situação de insegurança está acontecendo em todos os municípios que tem visitado. 
Outra questão abordada pela deputada é em relação ao contingente policial que é um número  muito pequeno, bem como as precárias condições das viaturas e da superlotação das delegacias que estão cheias de presos e não tem onde colocar.
 “A situação realmente da insegurança pública aqui no nosso Estado esta cada vez mais agravada. A população de Porto Franco está apavorada com a onda de violência, pois em menos de 4 dias houve vários assaltos, sequestro, roubos e assassinatos na região",disse.
Ao finalizar, Valéria Macêdo frisou que várias vezes esteve no gabinete do então secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, acompanhada de alguns prefeitos e vereadores, solicitando o aumento do contingente policial, de melhorias de viaturas, de reposições dessas viaturas, mas, infelizmente, isso não aconteceu. Por isso, mais uma vez pede que seja tomada medidas urgentes para conter a violência naquela região. 
“A situação é muito grave e alarmante. As pessoas da cidade estão com medo até de sair de suas casas, de abrir os seus comércios, porque a situação realmente é muito crítica; há realmente uma quadrilha instalada ali no polo do município de Porto Franco que precisa de uma ação imediata do Estado, porque muitas vítimas já fizeram e vão fazer ainda mais. Então, nós pedimos, mais uma vez, que as autoridades da segurança pública tomem as providências, encaminhem ainda hoje, se possível, um reforço policial para combater esta criminalidade que se instalou no município de Porto Franco”, desabafou Valéria Macedo.
Ocorrências
Na última sexta-feira, 2, um jovem foi assassinado brutalmente com várias facadas, no centro da cidade de Porto Franco; no domingo, a casa do ex-prefeito Anísio Bandeira Miranda foi assaltada no inicio da noite. Na segunda-feira, 5, a Agência dos Correios de Porto Franco foi assaltada novamente. Ontem, assaltaram novamente a casa de uma professora também do município; à noite, sequestraram o gerente do Banco do Brasil. Por conta desse sequestro hoje o banco está fechado, estão funcionando apenas os caixas eletrônicos e, amanhã – que é o dia do pagamento dos servidores públicos do município, provavelmente não vai ter o pagamento por causa do fechamento da agência bancária.
Indignação
Em apartes os deputados Eliziane Gama (PPS) e Carlinhos Amorim (PDT), ao cumprimentarem o pronunciamento de Valéria Macedo, lamentaram a onda de criminalidade que ocorre em todas as regiões do Estado, sem falar nas fugas em massa das penitenciárias. Eliziane Gama disse que isso é a contestação daquilo que todos já sabem: a falta de política de segurança para o Maranhão.
 “A população está vulnerável, porque a qualquer momento pode sofrer uma situação como essa que V. Ex.ª acaba de relatar e, ao mesmo tempo, não há uma ação do Estado que possa, na verdade, combater essa situação que realmente nós estamos enfrentando. Então, eu quero cumprimentá-la e, também, registrar a nossa indignação e dizer que, infelizmente, o Estado não tem dado a atenção devida que deveria dar para a questão da segurança do Estado do Maranhão”.  
Carlinhos Amorim ao se associar à preocupação de Valéria Macedo também falou sobre o aumento da violência nas cidades da Região Tocantina onde tem ocorrido assaltos a agências bancárias, lotéricas, dos Correios, a aposentados, homicídios, latrocínios. Ele afirmou que são vários fatos que estão se intensificando por ausência do Estado em proporcionar uma segurança pública de qualidade. 
“Porto Franco agora tem sido alvo constante de vários delitos, como está acontecendo muito em Imperatriz, por isso, eu também faço um apelo ao secretário de Segurança no sentido de que reforce o aparelho de segurança pública na região, que se faça mais atuante para inibir a ação dos marginais que estão perturbando a nossa sociedade”, finalizou o parlamentar parabenizando a deputada Valéria pelo seu pronunciamento.(Nice Moraes/Agência Assembleia)

Nenhum comentário: