sábado, 30 de maio de 2015

GOVERNO REALIZA I SIMPÓSIO SOBRE REDES DE ATENÇÃO E MORTALIDADE MATERNA,INFANTIL E FETAL DA REGIÃO SUL DO MARANHÃO

O evento contou com a participação do Secretário de estado da Saúde Marcos Pacheco, que ministrou a palestra “Políticas de Saúde no Estado do Maranhão e proposta para a Redução da Mortalidade Materna e Infantil”.

O Governo do Maranhão, através da Unidade Gestora Regional de Saúde de Imperatriz realizou nesta sexta-feira, 29/05, o I Simpósio  sobre Redes de Atenção e Mortalidade Materna Infantil e fetal da Região Sul do Maranhão,  evento voltado para  trabalhadores da saúde e gestores que se estendeu durante todo o dia, discutindo  as temáticas relacionadas aos índices de mortalidade no Estado, com  a participação do Secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, da deputada estadual Valéria Macedo, do ex-prefeito de Porto Franco Deoclides Macedo, do prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira e de outros prefeitos e demais representantes da região, como de São João do Paraíso, Bom Jesus das Selvas, Amarante, João Lisboa, Porto Franco, Lajeado Novo, Buritirana, Estreito, Balsas e Campestre.

O primeiro palestrante, ainda no período da manhã, foi o Secretário de Estado da Saúde Marcos Pacheco, que abordou o tema “Políticas de Saúde no Estado do Maranhão e proposta para a Redução da Mortalidade Materna e Infantil”. Durante a sua apresentação o secretário falou do compromisso da nova gestão do estado em oferecer uma saúde de qualidade e de forma equânime a todos os usuários da saúde pública.


“Nós estamos aqui hoje não na condição de médico, mas de secretário de saúde do estado do Maranhão, com uma única finalidade, mostrar a vocês essa nova forma gestão,que é a de fortalecimento da atenção básica na saúde  para com isso reduzirmos o índice de mortalidade materna e infantil,que no Maranhão ainda é alarmante”, afirmou o secretário.

Segundo Marcos Pacheco essa tarefa será de todos, governo estadual, prefeituras, gestores e trabalhadores da saúde, na execução de uma nova política. “Não existem fórmulas mirabolantes, vamos desenvolver em conjunto, ações de combate à mortalidade infantil de maneira simples, apresentando as condições atuais do nosso Estado e de que forma podemos trabalhar na resolução do problema, bem como mostrar o aparelhamento que Estado disponibiliza a cada município e como cada um pode ter acesso a essa estrutura. Essa será uma tarefa nossa, uma responsabilidade compartilhada que vamos cobrar resultados”, disse.

Para Marcos Pacheco a prevenção da mortalidade materna e infantil começa com um bom pré-natal: “Pra fazer isso não precisa de nada sofisticado, é uma boa consulta de enfermagem, uma boa consulta médica... Eu até brinco dizendo que nós podemos usar o ‘tacape da medicina’, que é um tenciômetro, uma fita métrica e uma balança. Se a gente usar isso nós vamos avançar, mas precisamos acordar,  botar os pés no chão e de fato encararmos esse problema”, alerta Marcos Pacheco.

Em sua fala, representando os prefeitos da região, o prefeito Sebastião Madeira classificou como fundamental as discussões pertinentes ao assunto e parabenizou o governo através do secretário Marcos Pacheco e da nova gestora regional Iracilda Viana pela realização do encontro.

 “Estamos fazendo nosso trabalho em Imperatriz, por meio das Estratégias Saúde da Família, Nossos Agentes de Saúde, Programa da Saúde da Criança e do Adolescente e Programa Saúde na Escola entre outros órgãos que se articulam em conjunto na luta contra mortalidade infantil; mas este evento demonstra a preocupação da nova gestão do Estado em melhorar as condições dos serviços direcionados a esta questão dentro do Sistema Único de Saúde. Quero parabenizar a Dra. Iracilda e o secretário Marcos Pacheco pela iniciativa do evento e também pela prontidão em atender os municípios quando os procuramos para resolver questões pertinentes a saúde da nossa região”, ressaltou.

Temas e palestrantes do encontro:  

Políticas de Saúde no Estado do MA e Proposta para a Redução da Mortalidade Materna e Infantil com Marcos Pacheco; Redes de Atenção (RAPS/ONCO/DEF./RAU) com Ana Lúcia; Rede Cegonha – Uma Estratégia para a Redução da Mortalidade Materna Fetal e Infantil: Avanços e Desafios com Dra. Benta Lopes Silva; Mapeamento da Morbimortalidade Materna Fetal e Infantil no Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz com Dra. Soélia Ferrante; Situação da Mortalidade Materna no Estado do MA com Emanuelle Brasileiro; Estruturação e Organização dos Comitês/Comissões Técnicas de Vigilância de Óbito Materno, Fetal e Infantil no MA – Vigilância Estadual.


Durante o Simpósio foi apresentado um relato da Experiência de implantação e atuação no Núcleo Hospitalar de Epidemiologia e Comitê Hospitalar de Mortalidade Materno, Fetal e Infantil do Hospital Regional Materno Infantil e realizada também uma mesa redonda com o tema “Judicialização da Saúde” – Impacto na Assistência Materno Infantil, com  representante do Ministério Público, Secretaria Municipal de Saúde de Imperatriz e coordenadores das CIR’s da Região Sul do MA

Nenhum comentário: