segunda-feira, 15 de junho de 2015

FLÁVIO DINO LANÇA PROGRAMA ÁGUA PARA TODOS ANUNCIA INVESTIMENTOS DE R$270 MILHÕES


O governador Flávio Dino lançou na manhã desta segunda-feira (15), o programa ‘Água para Todos’ e assegurou R$ 270 milhões para levar água tratada aos lares maranhenses. O programa que foi lançado na sede da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) pretende romper o problema histórico que afeta milhões de maranhenses: a falta d’água.

“Acreditamos que após esses R$ 270 milhões investidos teremos outro panorama neste tema tão agudo, que é o abastecimento de água no estado. Além disso, estamos investindo outros recursos no remanejamento da adutora do Italuís”, explicou o governador Flávio Dino relatando a preocupação com este tema, também nos municípios que integram o programa ‘Mais IDH’. “Destaco aqui a nossa preocupação com a população mais pobre, fazemos questão de garantir os direitos de todas as pessoas e esta é a meta: abastecimento pleno de água na sede dos 30 municípios mais pobres do estado”, afirmou.

Através do programa ‘Água para Todos’ serão implantados Sistemas Plenos de Abastecimento de Água nos 30 municípios beneficiados com ações do ‘Mais IDH’. O primeiro sistema está previsto para ser inaugurado no município de Primeira Cruz, no próximo dia 20.

“Esses investimentos contemplam ações emergenciais para a população que está em situação mais grave de desabastecimento, como a que reside nos municípios do ‘Mais IDH’. Mas também contemplam a perfuração de seis poços na região central de São Luís, de oito poços no Sistema Paciência, que atende a região da Cohab/Cohatrac, sem contar os investimentos que serão realizados em Imperatriz, serão R$ 20 milhões investidos no biênio 2015/2016 para a segunda maior cidade do estado. Esse programa prevê, ainda, a recuperação de 12 sistemas dos mais sucateados do estado, incluindo cidades importantes como Barreirinhas”, frisou o diretor-presidente da Caema, Davi Telles, explicando os investimentos realizados para garantir o abastecimento de água no Maranhão.

Reforço de Vazão

Vinculada à Secretaria de Estado das Cidades, a Caema pretende por fim ao histórico rodízio de água na capital, em mais do que uma simples reforma, a administração estadual investirá R$ 100 milhões no reforço de vazão do Sistema Italuís, aumentando em 75% o fornecimento de água na Ilha. O que representa mais do que meros paliativos, resolvendo, em definitivo, o problema de intermitência. “Estamos trabalhando para reverter esse quadro que existe há muito tempo, prejudicando a população com a escassez de um bem tão precioso quanto a água. O governo agora tem toda essa disposição, está mostrando que quer fazer, estabeleceu todas as metas e vamos trabalhar para cumprir todas dentro do prazo”, disse a secretária das Cidades, Flávia Alexandrina.

O ‘Água para Todos’ prevê um reforçodevazãodoSistemaItaluís, com a instalaçãode uma         Elevatória Intermediárianaalturado Km 22 da BR-135, dividindo aadutora em doistrechos,         oque  proporcionará um         incremento devazãode   1.000 litros por segundo; o remanejamento da adutora do Italuís; a substituição dos trechos críticos de água de São Luís; o programa de novos poços de São Luís (Região Central e Paciência); o programa de reabilitação de poços da zona rural de São Luís; instalação de sistema pleno de abastecimento de água na sede dos 30 municípios com menor IDH; a perfuração de 23 poços no interior do estado; a reabilitação dos sistemas sucateados do interior; a elaboraçãodeprojetosbásicos e executivos  deáguaeesgoto para atendimento     dademanda de73  sedes municipais;o combate às perdas; e ainda redução progressiva e eliminação do déficit financeiro, com estimativa de aumentodo faturamento da Companhia.

Sistemas Simplificados

O ‘Água para Todos’ também prevê o emprego de R$ 20 milhões para a implantação de 92 sistemas simplificados de abastecimento de água nos 30 municípios do estado com menor IDH. Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o projeto de implantação dos sistemas simplificados ampliará o abastecimento de água nessas cidades, em que apenas 45,7% da população têm acesso à água.

“Dependendo da natureza do município, como na ilha de São Luís, será reforçado o sistema Italuís para melhorar a vazão garantindo mais água à população da ilha. Quanto aos municípios do interior, sobretudo, são poços artesianos. Na Secretaria de Desenvolvimento Social teremos R$ 20 milhões para levar abastecimento para zona rural dos municípios do nosso estado e vamos iniciar pelos 30 municípios de menor IDH do Maranhão”, explicou o secretário Neto Evangelista.

Também estiveram na solenidade o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior,o presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho, os deputados Marco Aurélio, Eduardo Braide, Levi Pontes e Stênio Rezende, o vereador Pedro Lucas Fernandes e os secretários Bira do Pindaré (Ciência e Tecnologia), Marcelo Tavares (Casa Civil), Gerson Pinheiro (Igualdade Racial) e Julião Amin (Trabalho e Economia Solidária).

Nenhum comentário: