sexta-feira, 19 de junho de 2015

MAIS UMA VIDA CEIFADA PELA VIOLÊNCIA! MORRE NA MADRUGADA PM ESPANCADO QUE ESTAVA INTERNADO NO SOCORRÃO

Espancado brutalmente no Bairro Vila Nova no ultimo domingo por populares o  Cabo da PM Gildagom Pereira da Silva, 43, não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada desta sexta-feira,19, no Socorrão de Imperatriz, onde se encontrava há seis dias.


Gildagon era acusado de  após uma discussão em família ter efetuado um disparo com pistola . 40 no ombro da sogra, domingo (14), por volta de 21 horas, em uma residência localizada na Rua Epitácio Pessoa com Dom Marcelino, na Vila Nova. Na ocasião, parentes de suas esposa e e vizinhos da sua sogra o espancaram brutalmente, sendo que na ocasião   a polícia foi chamada mas chegou após a briga, muitas viaturas estiveram na ocorrência mais nenhum do agressores foram presos. 

Entenda o caso

Segundo o que foi apurado, Gildagon Pereira da Silva policial militar que trabalhava na barreira Alpha I, localizada na BR-010, tinha se separado da esposa e não se conformava. No último domingo, ele foi até a casa da sogra, Maria Vilma Vieira Barros, 51 anos, onde a ex-esposa Ana Samila Barros Costa, 26 anos, se encontrava, desde a separação. E como não teria tido condições de falar com ela, teria sacado uma pistola ponto 40 e desferido vários tiros contra a residência. Um dos tiros atingiu a sogra (Maria Vilma) no ombro. 

Em seguida, pessoas da família da vítima teriam agarrado e brutalmente espancado o policial, deixando-o agonizando no chão. Duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionadas e levaram as vítimas para o Hospital Municipal de Imperatriz, o Socorrão.

Maria Vilma Vieira Barros foi submetida a uma cirurgia e já recebeu alta. Quanto ao policial Gildagon, ainda se encontra internado em estado grave. Segundo informações, na madrugada dessa segunda-feira (15) ele foi levado para a unidade de terapia intensiva do HMI. 

A pistola ponto 40, acautelada pelo 3º BPM, desapareceu durante as agressões e até ontem ainda não tinha sido localizada. 

Gildagon Pereira Silva havia sido autuado em flagrante delito por tentativa de homicídio, pelo delegado Carlos César Andrade, que trabalhou no plantão de domingo. Segundo o delegado, os agressores do policial já foram identificados e estariam foragidos.

Nenhum comentário: