Clayton Noleto ao lado de autoridades, entre elas o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira

Ao anunciar o Plano de Ação Imediata para o Trânsito de Imperatriz (PAIT), o secretário de Infraestrutura do Estado, Clayton Noleto, destacou a importância que o Governo Flávio Dino dá à racional e correta aplicação dos recursos públicos. “Com a racionalização a partir de estudos técnicos, do planejamento, nós estamos contribuindo para evitar os desperdícios e combater os desvios e a corrupção”, disse Clayton Noleto, acrescentando que a racionalidade na aplicação dos recursos garante que os benefícios cheguem com mais efetividade aos que mais precisam da mão amiga do estado.

Clayton Noleto justificou que a preocupação com as melhorias do trânsito é mais uma prova da preocupação do Governo do Estado com as demandas de profundo interesse coletivo. “O trânsito é um tema transversal  relacionado com o sentimento de liberdade, do direito de ir e vir das pessoas, da acessibilidade, mobilidade, que provocam consequências em outras áreas, como a segurança, a saúde”, explicou o secretário de Infraestrutura. “É um descalabro o número de acidentes, as milhares de pessoas perdem a vida no auge de sua força produtiva, quando não, carregam sequelas e provocam profundo impacto no sistema de saúde do país”.

A implementação do PAIT (Plano de Ação Imediata do Trânsito) contará com aporte inicial de R$ 400 mil para ações emergenciais identificadas por um estudo técnico elaborado por engenheiros de transporte e tráfego com a participação da Secretaria de Trânsito de Imperatriz e os setores envolvidos. As medidas propõem desde o reforço na sinalização semafórica, redutores de velocidade, regulamentação do transporte de carga e descarga no setor do mercadinho a intervenções de engenharia como o projeto de iluminação da avenida Pedro Neiva de Santana, orçado em R$ 1 milhão e 800 mil, e a construção de um elevado na confluência da BR-010 com a avenida Dorgival Pinheiro de Sousa.
Audiência
Clayton Noleto argumentou que o PCdoB tem na sua origem uma conexão muito forte com as bases da sociedade e que as melhores políticas públicas são formuladas em constante diálogo e não impostas pelo poder público.
O secretário de Infraestrutura fez questão de explicitar que por essa razão o Estudo de Tráfego foi apresentado aos diversos segmentos da sociedade e será mais aprofundado com o debate. “Vamos realizar uma audiência pública na Câmara Municipal, chamar os representantes dos comerciantes e da sociedade civil organizada como um todo para que façamos uma avaliação conjunta e na implementação todos nós tenhamos comprado essa ideia”, disse Clayton Noleto. “Imperatriz é uma cidade grande, cosmopolita e nós precisamos ordenar isso para que se dê o próximo salto no seu desenvolvimento econômico e social aproveitando todas as suas potencialidades”, concluiu.
O diretor da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Transporte Público (MOB) enfatizou, na apresentação do Plano de Ação Imediata do Trânsito, como uma proposta aberta à discussão. “Sabemos da importância de Imperatriz como polo de desenvolvimento econômico e como as melhorias no trânsito podem contribuir para evitar o que chamamos de deseconomia quando passamos mais tempo transportando do que produzindo”, destacou José Artur, acrescentando que o diálogo com diversos setores da sociedade será fundamental para a implementação do plano de melhoria do trânsito. (Mozart Magalhães / Assessoria do PCdoB)