sexta-feira, 27 de novembro de 2015

ALGAR AGRO INSTALADA EM PORTO FRANCO ANUNCIA NOVOS INVESTIMENTOS DE R$200 MILHÕES PARA O MARANHÃO

A empresa Algar Agro anuncia novos investimentos para o Maranhão. Ao lado do governador Flávio Dino, os diretores da empresa anunciaram que serão destinados R$ 200 milhões para a ampliação da unidade de processamento de soja, localizada no município de Porto Franco.
O Governo investe em medidas de incentivo ao empreendedorismo no estado, a exemplo da desoneração tributária que reduz tributos das cadeias produtivas, expandindo o mercado consumidor, gerando emprego e renda. “Temos conseguido junto com o setor privado encontrar caminhos para novos investimentos. Esse é mais um importante empreendimento industrial que se expande e que trará muitos benefícios para todo o setor produtivo, econômico e social do nosso estado”, disse o governador.

O anúncio feito pela Algar Agro ampliará a capacidade de processamento da Fábrica de Porto Franco que passará de 1.500 para 2.000 toneladas por dia. O acordo firmado entre a empresa e o Governo do Estado prevê financiamento aos produtores rurais para ampliar a produção de grãos no Estado e, ainda, a expansão da capacidade de armazenamento de grãos e produtos derivados do processamento da soja.

“Estamos felizes em fazer parte deste novo ciclo de desenvolvimento do Maranhão. Esse é um Governo que tem nos motivado para participar ativamente da nova história que está sendo construída no estado”, disse Murilo Santana, diretor-presidente da Algar Agro. No mesmo dia, a empresa oficializou a sua adesão ao programa Escola Digna, do Executivo Estadual, que tem como objetivo substituir as escolas de taipa e barro por prédios de alvenaria no Maranhão.

Para o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, o novo ambiente de negócios no estado tem atraído importantes investimentos privados nos diferentes setores produtivos. “Trabalhamos diariamente para consolidar as cadeias produtivas no Maranhão, diminuindo as desigualdades sociais e oferecendo oportunidades para todos. Investimentos como esses são importantes para fortalecer a produção, a indústria e o comércio local”, disse Simplício.

No mesmo dia, o governador Flávio Dino encaminhou à Assembleia Legislativa projetos de lei que estimulam o setor privado, ao ampliar o período do tratamento tributário que incentiva a produção de grãos e a instalação de empresas de logística e transporte no estado.

Estavam presentes o vice-governador Carlos Brandão, os secretários estaduais Marcelo Tavares (Casa Civil), Simplício Araújo (Indústria e Comércio), Marcellus Ribeiro (Fazenda), Márcio Honaiser (Agricultura e Pecuária), Marcelo Coelho (Meio Ambiente), Julião Amin (Trabalho e Economia Solidária), o presidente da Emap, Ted Lago, os deputados estaduais Valéria Macedo, Paulo Neto e o ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo. (Secom).

Comentário do Blog:

Durante a solenidade foi lembrada a ausência do prefeito de Porto Franco Aderson Marinho Filho (PDT), mas justificada pelo vice-prefeito Fortunato Macedo e pelo ex-prefeito Deoclides Macedo. Segundo eles, ontem o voo da Gol não desceu em Imperatriz o que fez com que o prefeito Aderson Marinho que havia adquirido passagem no referido avião ficasse impossibilitado de viajar á capital para participar do evento no palácio. "O Prefeito Adersinho e todos nós estamos confiantes que os novos investimentos da Algar em Porto Franco irão impulsionar ainda mais a geração de emprego e renda no município", disse Deoclides.

Como tudo começou


O Grupo Algar se instalou no Maranhão em 2006, no Distrito Agro-Industrial, 'Diagro', de Porto Franco, numa ação conjunta de atração de investimentos para o Estado, executada ex-Governador José Reinaldo e pelo ex-prefeito Deoclides Macedo, o líder do grupo político que governa o município com uma política voltada para atração de investimentos e aplicação correta dos recursos públicos, transformando o município nos últimos anos em um dos mais importantes com índices positivos de desenvolvimento econômico e humano no Maranhão.  

A princípio a empresa Algar começou esmagando  e produzindo ração de  soja, atualmente está  refinando e envasando o óleo que além de vendido  para o resto país também abastece o mercado da região tocantina e sul do Maranhão.


Nenhum comentário: