segunda-feira, 26 de setembro de 2016

CANDIDATO A PREFEITO DE PORTO FRANCO RECEBEU QUASE 3 MILHÕES DE REAIS PARA CLÍNICA QUE SÓ FUNCIONOU EM PERÍODO ELEITORAL

Para fazer proselitismo e comprar votos, Nelson Horácio (55) dizia que todo atendimento médico e exames na suposta clinica era feito gratuitamente, como se fosse um ato de bondade sua. Uma grande mentira: na realidade ele recebia por isso, foi pago... E muito bem pago pelos cofres públicos da Saúde do Maranhão, recebendo quase R$3 milhões de reais.

Os desvios de recursos da saúde pública no Maranhão são de grandes proporções, a toda hora aparecem novidades, desde que em 17 de novembro de 2015 a Polícia federal lançou a operação “Sermão aos peixes”.
Na ocasião foram cumpridos 60 mandados de busca e 27 de condução coercitiva nas investigações que tiveram início em 2010, mas que ainda não se concretizaram e podem mostrar muito mais, mostrando ao país o quanto os recursos do povo foram desviados pela quadrilha que ficou conhecida como “os Vampiros do SUS”.

Um dos casos mais graves de corrupção envolvem o candidato a prefeito de Porto Franco, o médico “Vampiro” Nelson Horácio, com sua Clínica ENDOMED, que ele abriu no bairro Paraisinho no período da campanha de 2012. A tal clínica, que na verdade não passou de um comitê eleitoral , na busca desesperada e criminosa por votos na campanha passada, foi aberta sem Alvará e sem nenhuma autorização da vigilância sanitária, passando por cima de todas as normas e regras de segurança médica..  

Mas, o que mais chama a atenção, é que na documentação da clínica constava como endereço uma casa na cidade de Lajeado, uma residência onde nunca funcionou a tal clínica...

E mais: documentos provam que ele recebeu várias parcelas de recursos do SUS no período da campanha  de 2012, notas essas atestadas pela direção do Hospital Geral de Grajaú da época, legitimando a fraude.

Para fazer proselitismo e ganhar votos, Nelson Horácio  dizia que todo atendimento médico e exames na suposta clinica era feito gratuitamente, como se fosse um ato de bondade sua. Uma grande mentira: na realidade ele  recebia por isso, foi pago... E  muito bem pago pelos cofres públicos da Saúde do Maranhão.   

A clínica de Nelson recebeu mais de R$2 milhões e 700 mil reais,  quase R$3 milhões de reais nesse esquema que transformou Nelson num dos médicos mais ricos do Maranhão, com patrimônio milionário que ele juntou em pouco tempo, comprando fazendas, carros de luxo e dizem que até uma clínica de alto padrão no Estado do Pará. A farra com o dinheiro público da Saúde do povo foi tão grande que após as eleições o candidato teve dinheiro para comprar uma grande fazenda no interior do município de Porto Franco.


Tudo isso pode ser comprovado, pois se trata de um esquema milionário de desvio de dinheiro da Saúde publica do Estado ocorrido durante  o mandato de Roseana Sarney e seu secretário de Saúde, Ricardo Murad, sob  investigação  pela polícia federal, com destaque para a  recente Operação Sermão aos Peixes.     

Um grande paradoxo em tudo isso é que ao mesmo tempo em que o governo Roseana pagava ao médico Nelson Horácio  somas vultosas para ele fazer campanha eleitoral ou enriquecer cada vez mais, retirou mais de 50% dos recursos do polo de Saúde Porto Franco, responsável pelo atendimento em baixa e média complexidade de cerca de oito municípios da região. Coisas da velha política do Maranhão!

Um comentário:

Curiosidades/Brasil é Lindo. disse...

http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2016/11/mp-ma-denuncia-roseana-sarney-por-prejuizo-aos-cofres-publicos-no-ma.html