sexta-feira, 9 de março de 2012

Imperatriz ganha radioterapia no tratamento do câncer


  Serviço promete desafogar demanda de pacientes de toda a região Tocantina

               Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Centro de Prevenção e Tratamento do Câncer (Oncoradium), que há dois anos já realiza quimioterapia e cirurgias em Imperatriz, iniciou ontem (08), às 17h, com uma visita à sede do Centro, ao serviço de radioterapia, destinado principalmente aos pacientes portadores de câncer da região. A Oncoradium fica localizada na Avenida Newton Bello, 560, Vila Independente, em Imperatriz.

            A radioterapia sempre foi a principal deficiência no tratamento oncológico no sul do Estado. Atualmente, os dois locais mais próximos que realizam o tratamento são Araguaína, no estado vizinho Tocantins; e a capital São Luís, e encontram-se sobrecarregados e com uma ampla fila de espera. Com o início do tratamento em Imperatriz, a demanda nessas duas cidades vai diminuir, com ganhos para os que precisam do tratamento.

            "O paciente poderá fazer todo o tratamento no município, o que vai trazer conforto, redução de gastos com hospedagem e muita tranquilidade, pois a radioterapia é um tratamento ambulatorial, ou seja, o paciente não precisa ficar internado. Ele vem, faz a sessão de radioterapia, que demora de dez a 15 minutos e, em seguida, pode retornar à sua residência ou para casas de apoio e hotéis, no caso de pacientes de fora da cidade", destaca o médico oncologista, Gumercindo Leandro Filho, diretor da Oncoradium, ao lembrar que antes os pacientes precisavam ser encaminhados para cidades distantes.
             
A clínica conta, hoje, com estruturas de salas que evitam o extravasamento de radiação - duas em pleno funcionamento para fazer braquiterapia, e um acelerador linear para a realização da radioterapia externa. Inicialmente, a Oncoradium terá capacidade de tratar 120 pacientes por dia. Mas, assim que o outro acelerador tiver pronto e instalado, previsto para meados de setembro, a clínica poderá atender 250 pacientes/dia. "De Santa Inês à Presidente Dutra nós teremos capacidade de atender todos os pacientes do centro-sul do Maranhão aqui em Imperatriz", diz o médico.

Estrutura
            Desde 2008, a Oncoradium tem investido na região em estrutura física, material e humana.  A clínica possui uma área de 30 mil metros quadrados, tendo dois blocos já construído em 17 mil m², um para quimioterapia e outro para radioterapia, equipamentos importados de última geração e, principalmente, um quadro de funcionários especializado - um cirurgião oncológico, um mastologista, dois médicos radioterapêuticas,  dois  oncologistas clínicos. Além de enfermeiras com especializações em oncologia e nutrição parenteral.

Sempre buscando melhorar o serviço, a clínica pretende ainda agregar a seu quadro de colaboradores, fisioterapeutas, psicólogos e urologistas. A proposta da clínica, com a implantação do serviço de fisioterapia, é oferecer àqueles pacientes que tiveram alguma sequela em decorrência do tratamento, uma melhora na sua qualidade de vida. 

            "Nossa intenção é tratar o paciente, não a doença, a gente quer oferecer todo tratamento, começando pela prevenção, porque nós sabemos que existem alguns fatores genéticos ligados aos hábitos de vida que estão relacionados com o câncer. Mesmo que não tenham câncer, queremos que as pessoas venham obter orientações sobre quais os procedimentos para realização de exames preventivos e mudanças dos hábitos de vida. E os pacientes que forem diagnosticados com a doença disponibilizaremos os melhores recursos”. Com a atual estrutura, o Centro promete não deixar nada a desejar na comparação com os tratamentos de câncer realizados no Brasil. “Aqueles casos que infelizmente não pudermos propor o tratamento para curar, daremos assistência tanto para o paciente quanto para família", finaliza. 

Nenhum comentário: