quarta-feira, 28 de agosto de 2013

ILDON MARQUES TEM CONTAS REPROVADAS PELO TCE-MA

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA) desaprovou, em Sessão Plenária realizada na manhã de hoje, 28/08, as contas do ex-prefeito de Imperatriz Ildon Marques de Souza, relativas ao exercício financeiro de 2008.

A decisão tomada pelos conselheiros do TCE está em sintonia com o entendimento do Ministério Público Contas (MPC), que solicitou por meio de Parecer a desaprovação das contas apresentadas pelo ex-gestor.
Ildon, com a Medalha do Mérito Timbiras,
concedida pela Governadora   Roseana
   




Entre os indicadores de desempenho de governo utilizados pelo TCE como parâmetro para a avaliação das prestações de contas entregues à instituição, as contas de Ildon Marques revelaram em seis itens a prática de ato com grave infração à norma legal ou regulamentar de natureza contábil, financeira, orçamentária e operacional. São eles: organização e conteúdo; gestão orçamentária e financeira; gestão patrimonial; gestão de pessoal; sistema contábil e transparência da gestão fiscal.

Além de ter suas contas desaprovadas, o TCE determinou que Ildon Marques deverá pagar multa de R$ 4.000,00. De acordo com a Lei Orgânica do TCE, ainda cabe recurso da decisão.

Na mesma sessão foram desaprovadas também as contas de Aluizio Coelho Duarte (Lagoa do Mato/2009); Francisco de Assis Barbosa de Sousa (Santa Filomena do Maranhão/2009); José Geraldo Amorim Pereira (Peri Mirim/2008), com débito de R$ 555.886,00 e multas de R$ 150.363; Luiz Mendes Ferreira (Coroatá/2008) e Maria Edila de Queiroz Abreu (Joselândia/2009), com débito de R$ 1.468.025,00 e multas de R$ 242.337,00.

Tiveram suas contas aprovadas com ressalvas Osmar de Jesus da Costa Leal (Santa Quitéria do Maranhão/2006), com multa de R$ 2.000,00 e Ranieri Avelino Soares (Alto Parnaíba/2008), com débitos de R$ 279.077,00 e multas de R$ 122.366.

Entre as Câmaras Municipais, foram julgadas irregulares as contas de Carlos André dos Santos Costa (São Bernardo/2007), com débito de R$ 19.273,95 e multas de R$ 32.759.


Dario Erre Rodrigues (São Benedito do Rio Preto/2004) teve suas contas julgadas regulares com ressalvas. (Informações do TCE)

2 comentários:

Joel Carvalho disse...

Pedimos desculpa mas é apenas para divulgar. Um casal, a crise, poupanças e histórias de quem vive a crise como muitos outros, mas onde a poupança é o melhor remédio. Pode passar a mensagem…? Obrigado!

http://ocarteiravazia.blogspot.com/

Anônimo disse...

É... O Ildão depois que foi abandonado pela oligarquia parece que está indo de mal à pior. Só que o Madeira também está em vias de se sujar com o grupo, uma vez que ele não vai conseguir transferir seu eleitorado para o candidato do clã. Madeira penhorou a cidade de Imperatriz em troca de alguns quilômetros de asfalto, se reelegeu, mas agora a Sarney vai cobrar essa dívida nas urnas...
Aí é que eu quero ver!